O caminho do Internacional na Copa do Brasil chegou ao fim na noite de quinta-feira (19). O time gaúcho foi eliminado pelo Vitória, que comemorou a classificação em um Barradão com público baixo devido às chuvas que caíram na capital Salvador.

A equipe do técnico Odair Hellmann perdeu por 1 a 0 no tempo normal e levou a pior também na disputa de pênaltis. O gol do time baiano foi marcado por Neilton, no segundo tempo. O gol de pênalti gerou reclamações dos jogadores colorados. Mas, não teve jeito, o árbitro marcou pênalti de Iago em Rhayner e o atacante Neilton, que não tinha nada a ver com a discussão, converteu.

Apesar das substituições para tentar igualar o placar, o Inter não conseguiu furar a defesa do Vitória e a disputa foi mesmo para os pênaltis. Camilo, que entrou no lugar de D’Alessandro após o gol sofrido, abriu o placar para os colorados. Denilson igualou para o Vitória. Em seguida, Nico López parou no goleiro Caíque. Nickson desperdiçou, cobrando nas mãos de Marcelo Lomba. Gabriel Dias, assim como Nico, parou em Caíque. Para deixar o time baiano na frente, Uillian Correia não desperdiçou. Fabiano empatou as cobranças para o Inter com bela cobrança no meio do gol, mas Zé Welison colocou o Vitória na frente mais uma vez. Patrick converteu e deu um sopro de esperança à torcida colorada, mas viu Neilton, o autor do gol no tempo normal, balançar a rede de Lomba e garantir o time baiano na próxima fase.