A terceira medalha do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio saiu na madrugada desta segunda-feira (26). Mas não foi qualquer pódio.

Com apenas 13 anos, Rayssa Leal conquistou a prata no skate street feminino, garantindo a segunda medalha do país na modalidade – Kelvin Hoefler também foi prata no domingo (25).

Além disso, a maranhense se tornou a atleta mais jovem do Brasil a subir no pódio em Jogos Olímpicos.

O recorde antes era de Rosângela Santos, bronze em Pequim 2008 com 17 anos no revezamento 4x100m do atletismo.

Foto: Ezra Shaw/Getty Images

Fadinha, como é conhecida, ainda é a mais jovem brasileira a participar dos Jogos. A marca anterior era de Talita Rodrigues, nadadora que foi finalista no 4x100m livre em 1948, quando tinha 13 anos e 347 dias – Rayssa tem 13 anos e 203 dias.

“Eu estou muito feliz, porque pude representar todas as meninas, a Pamela e a Leticia, que não se classificaram, todas as meninas do skate e do Brasil. Poder realizar meu sonho de estar aqui e ganhar uma medalha é muito gratificante. Meu sonho e sonho dos meus pais”, disse a menina.

Para ficar com a prata, Rayssa somou 14,64 pontos. A japonesa Momiji Nishiya, também de 13 anos, foi a campeã, com 15,26. A também japonesa Funa Nakayama completou o pódio, com 14,49.