O goleiro Julio César utilizou as redes sociais para oficializar sua saída do Grêmio. Contratado em janeiro de 2019, o guaramirense não teve seu vínculo renovado e se despediu do clube na última quinta-feira (11).

O atleta de 34 anos se mostrou honrado por vestir a camisa gremista e agradeceu a torcida, dirigentes, funcionários, comissão técnica e colegas.

“Foram duas temporadas com essa camisa gigante do futebol brasileiro e mundial. Só tenho a agradecer por tudo que vivi neste período com o Grêmio, sempre disputando (e ganhando) as primeiras posições em todas as competições. Agradeço à torcida pelo carinho comigo, a todos dirigentes, funcionários, comissão técnica e companheiros que convivi neste tempo. Encerro minha passagem pelo Grêmio sabendo que Jesus está no controle de tudo e em breve espero trazer novidades sobre o meu futuro”, escreveu.

Ele ainda não revelou o futuro, mas no ano passado, foi sondado por uma equipe espanhola e a efetivação só não saiu por conta do contrato vigente junto ao time gaúcho.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Julio César chegou ao Tricolor há dois anos para disputar a titularidade com Paulo Victor, mas nunca conseguiu se firmar e recebeu poucas oportunidades com o técnico Renato Gaúcho.

Foram 14 jogos e 14 gols sofridos, sendo que na temporada 2020 atuou somente em uma partida, na derrota por 1 a 0 para o RB Bragantino, pela última rodada do Brasileirão. Ainda assim, fez parte do grupo que conquistou o Campeonato Gaúcho de 2019 e 2020.

Revelado no Paraná, Julio César defendeu na carreira o Botafogo, Fluminense, Benfica e Belenenses, de Portugal, Getafe e Granada, da Espanha.