Críticos da realização das Olimpíadas de Tóquio apresentaram uma petição assinada por 350 mil pessoas em que solicitam o cancelamento do evento, marcado para iniciar em 23 de julho.

Kenji Utsunomiya, que organizou a campanha "Impeçam a Olimpíada de Tóquio", disse que os Jogos deveriam acontecer somente quando o país puder receber visitantes e atletas de braços abertos.

"Não estamos nesta situação, e, portanto, os Jogos deveriam ser cancelados", disse ele em uma coletiva de imprensa. "Recursos médicos preciosos precisariam ser desviados para a Olimpíada se ela for realizada", completou.

A petição foi entregue aos chefes dos comitês Olímpico e Paralímpico, assim como à governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

O pedido veio no dia em que o Japão acrescentou três municípios a um estado de emergência por conta da Covid-19 que já cobre Tóquio, Osaka e outras quatro cidades.

"Embora haja uma pandemia global, o importante é manter os Jogos de Tóquio-2020 seguros e protegidos", ponderou a governadora.

Fonte: Agência Brasil