Os estádios catarinenses completaram nesta quarta-feira (28) exatos 500 dias que não recebem público nas arquibancadas. Mas o retorno já está sendo estudado pelo Governo de Santa Catarina.

O governador Carlos Moisés pediu uma atenção especial sobre o assunto à Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e à Secretária de Estado da Saúde (SES).

Segundo o presidente em exercício da Santur, Renê Meneses, os estudos estão em andamento. Caso haja consenso, a volta dos torcedores só poderá ser feita a partir de setembro, já que a proibição está em vigor no decreto do governo estadual até 31 de agosto.

Mas vale ressaltar que os municípios são os responsáveis por fazer a fiscalização e dar a autorização final.

Por enquanto, apenas o governo de Minas Gerais autorizou a presença parcial de público nos estádios a partir de agosto, e do Distrito Federal, que já teve torcedores na arquibancada em um jogo do Flamengo, pela Libertadores.

O Maracanã também recebeu público em duas oportunidades, mas foram casos pontuais, como nas finais da Libertadores e Copa América.