Natural de Seara, no Oeste de Santa Catarina, Rangel da Rosa foi convocado pelo técnico Marcus Tatá para seleção brasileira de handebol, que vai disputar as Olimpíadas de Tóquio.

Figura frequente na seleção, o catarinense de 25 anos fará sua primeira participação no maior evento poliesportivo mundial.

“Estou muito feliz por poder representar nosso país na Olimpíada. É o sonho de qualquer atleta, independente do nível em que joga ou já jogou. É o mais alto do esporte mundial. Trabalhei muito para isso e sei da dificuldade que é estar entre os convocados. No handebol são apenas 14 nomes, então a dificuldade é muito maior. Espero aproveitar essa oportunidade, fazer bons jogos e ajudar o máximo possível”, disse o goleiro, que irá defender o Granollers, da Espanha, após os Jogos.

O Brasil estreia na competição no dia 24 de julho, contra a Noruega. Depois, enfrenta ainda na primeira fase a França, Espanha, Argentina e Alemanha.