A última etapa do Mundial de Surfe em Teahupoo, no Taiti, não terá presença de Gabriel Medina. E por um motivo inusitado.

Através das redes sociais, o brasileiro afirmou que vai perder a competição por não ter tomado a vacina da Covid-19.

Ele explicou que, por não ter sido imunizado, precisaria cumprir 10 dias de quarentena depois da etapa do México, o que não será possível, já que ela encerra no dia 19 de agosto e a de Teahupoo começa cinco dias depois.

Medina é líder do ranking mundial, com mais de 13.000 pontos à frente do compatriota Ítalo Ferreira, segundo colocado.

O Comitê Olímpico Brasileiro ofereceu vacinas para todos os atletas que estiveram em Tóquio, mas era opcional tomar ou não.