Com a eliminação da Liga Nacional para o Sorocaba, no último sábado (15), o momento volta a ser de indefinição para o Jaraguá Futsal. Mesmo com duas competições para serem disputadas até o fim do ano, o clube segue sofrendo com a falta de apoio financeiro e ainda não há uma confirmação se o projeto terá continuidade em 2017, ou mesmo se terá possibilidade de completar o Campeonato Catarinense e Jogos Abertos de Santa Catarina na atual temporada. O motivo é justamente a ausência de novos patrocinadores, além das dívidas que continuam aumentando com o passar dos meses. A incerteza a respeito da manutenção dos suportes financeiros mantidos atualmente também dificulta o planejamento dentro do time. “Minha projeção é bem pé no chão. Se não tivermos uma boa contribuição da Prefeitura que tem seu novo prefeito, a partir de janeiro, e não conseguirmos um patrocínio máster em breve, vamos ter que parar. Porque se continuar do jeito que está, vamos aumentar nossa dívida e nos trará ainda mais problema”, disse Franklin. Na tarde de ontem, o atleta e gestor do aurinegro se reuniu com os demais membros da diretoria para discutir estratégias, visando o futuro do clube. De acordo com ele, a intenção é manter o projeto, mas o dirigente não estipula um tempo para uma decisão concreta sobre a permanência ou não da equipe, nem mesmo nos confrontos deste ano. “Procuramos discutir tudo nessa reunião. Por enquanto vamos seguir essa linha, de viver o dia a dia e viabilizando o projeto da forma que dá. Agora vamos ver até onde vai. Pretendemos manter, mas não sabemos o que vai acontecer durante este percurso”, destacou. Sorocaba elimina o time da Liga pela terceira vez O Sorocaba continua sendo a ‘pedra no sapato’ do Jaraguá no mata-mata da Liga Nacional. Algoz nas temporadas 2014 e 2015, o time paulista repetiu a história na atual temporada e voltou a eliminar o aurinegro da maior competição do salonismo brasileiro. Na noite de sábado (15), a equipe jaraguaense lutou, mas acabou sendo superada pelo placar de 4 a 2, na Arena, e viu os visitantes comemorarem a vaga às quartas de final do torneio, após também terem triunfado no duelo de ida por 4 a 0. Empurrado pela torcida que praticamente lotou a Arena, o Jaraguá iniciou o jogo com muita intensidade. Pressionando o adversário na marcação e dominando a posse de bola, os donos da casa abriram o placar aos 4 minutos, quando Marcio recebeu lindo lançamento de Valença pela ala direita e tocou para Yuri na área, que sozinho, só completou para as redes. 14715716_1235810163147610_5253160435379493601_o O gol animou ainda mais o time, que no minuto seguinte, quase ampliou em dois lances com Yuri, mas Tiago apareceu bem para salvar os visitantes. Logo depois, veio o castigo. No seu primeiro lance de perigo, o Sorocaba chegou ao empate com Diego, que recebeu passe de Falcão e, de cabeça, deixou tudo igual. A partir daí, o duelo ficou truncado e com poucas oportunidades claras, o 1 a 1 se manteve até o intervalo. Assim como na etapa inicial, o aurinegro voltou melhor para o segundo tempo. Aos 5 minutos, Ceccatto obrigou Tiago a fazer grande defesa, após falta ensaiada. Em seguida, Valença arriscou chute de fora da área e a bola passou com perigo. Aos 11, foi a vez de Daniel experimentar de longe, mas a bola passou triscando a trave esquerda. Já aos 14, em duas novas tentativas, uma com Alvim e outra de Alemão, Tiago voltou a salvar os visitantes. Com o relógio passando e precisando do gol para forçar a prorrogação, o técnico Sergio Lacerda apostou em Ceccatto como goleiro-linha, restando cinco minutos para o fim. Mas não deu certo. Aos 17, Valença perdeu a bola para Falcão, que sem goleiro, fez o segundo para os sorocabanos. O Jaraguá não se entregou e voltou a sonhar com a classificação, quando Valença empatou, cobrando tiro livre direto. Porém, as esperanças acabaram aos 19 minutos. Em novo vacilo da defesa, Falcão roubou a bola e marcou o terceiro. Ainda deu tempo de Rodrigo, em cobrança de tiro livre, anotar o quarto dos visitantes. Final de jogo: 4 a 2. Próximos compromissos Com a aparição de novos patrocinadores que viabilizem o projeto até o fim deste ano, o aurinegro tem pela frente a disputa de duas competições até dezembro. Uma é o Campeonato Catarinense da Divisão Especial, em que a equipe aparece em terceiro colocado da Chave C e tem mais três compromissos pela segunda fase. O primeiro deles será amanhã, quando enfrenta o Araquari, fora de casa, às 20h15, no Ginásio Waldir Quirino da Luz. Depois, encerra sua participação nesta etapa contra Tubarão, no dia 26, e Joaçaba, 29. O outro compromisso é a 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), que acontece entre os dias 11 e 19 de novembro, na cidade de Joaçaba. “Ficamos muito tristes pela eliminação na Liga, porque queríamos ir mais longe. Mas esse grupo está de parabéns por todo empenho, luta e dedicação pelo que apresentaram não só neste jogo, mas em toda temporada, diante de todas as dificuldades. Agora temos o Estadual, que queremos defender o título do ano passado, além do Jasc, que também pretendemos ir com grande força para buscar o título”, comentou o técnico Sergio Lacerda. (Clique na imagem para melhor visualização)  pagina 21 Dívidas Se a crise estourou no Jaraguá em 2016, muito se deve as dividas. Desde o início do ano, o elenco não recebe salários integrais, sofre com o atraso de aluguéis dos jogadores e seus fornecedores. Se não fosse a ajuda de várias pessoas da cidade no quesito alimentação, no qual alguns estabelecimentos auxiliaram com o almoço dos atletas, além da compreensão das imobiliárias e dos próprios jogadores que resolveram permanecer mesmo com todas estas dificuldades financeiras, dificilmente o projeto estaria vivo até hoje. Segundo Franklin, a antiga diretoria ainda não enviou os documentos que mostram o rombo que o clube possui, fator que dificulta a tentativa de regularização do projeto. “Ligamos para o Gerson (ex-presidente) e marcamos um reunião com ele para recebermos essa planilha de dividas e saber exatamente como está a situação. Com toda essa tentativa de organização, fomos freados muitas vezes. A parte financeira é muito importante e ainda não conseguimos todos os valores do que a ADJ tem de dividas na cidade. Então chegamos num momento que tem que ter um ponto final e se não tiver, nós vamos dar um ponto final”, afirmou. Elenco Com a recente eliminação na Liga, ainda é tratado como uma dúvida se algum jogador pedirá dispensa ou seguirá no clube, caso o projeto seja mantido. Na manhã de hoje, a diretoria se reunirá com todo elenco para ter uma definição sobre o assunto. “Pretendemos ficar com o todo elenco até dezembro. A princípio ninguém veio falar comigo sobre uma saída. Coloco para os jogadores que temos que iniciar e terminar o ano juntos, mesmo com todas as dificuldades. Temos que ressaltar que eles estão sendo grandes homens e honrando a camisa do Jaraguá, apesar de receber cerca de 40% do salário por mês. Então vamos fazer de tudo para que eles continuem”, relatou Franklin.