Vestir a camisa de um dos clubes mais vitoriosos na história do futsal e treinar ao lado de jogadores experientes, sobretudo, sob o comando do renomado técnico Fernando Ferretti é o sonho que dois jovens atletas estão realizando no Jaraguá Futsal. Após entrarem na ‘peneira’ iniciada pelo aurinegro no ano passado, os alas Vinicius Stempkoski e Edinei da Silva Padilha foram os únicos que despertaram atenção do experiente treinador, que os recrutou no último mês para fazerem parte do elenco profissional. Ao todo, 80 garotos enfrentaram a primeira etapa de avaliações que se desenrolou em apenas um dia, ainda em 2017. Destes, apenas oito avançaram para segunda fase, onde foram monitorados pela comissão técnica durante uma semana, no mês passado. Ao final, Vinicius e Edinei foram os únicos chamados por Ferretti, e já começaram os treinos com os demais companheiros neste mês de abril. Agora, a dupla luta pelo seu espaço entre tantos nomes já conhecidos do atual grupo, que tem as disputas da Liga Nacional, Campeonato Catarinense e Jogos Abertos de Santa Catarina na temporada.
Vinicius teve praticamente toda sua formação no Rio Grande do Sul I Foto: Eduardo Montecino/OCP
Com 18 anos, o ala-direito Vinicius terá sua primeira experiência em um elenco profissional. O gaúcho da cidade de Farroupilha iniciou sua carreira nas categorias de base do Cortiana, onde ficou por cinco anos até se transferir ao Carlos Barbosa. Depois de dois anos no time laranja, ele teve uma rápida passagem por São Paulo, antes de passar pela seletiva da equipe jaraguaense. “Não tem como descrever a felicidade de quando recebi a notícia que fui aprovado. Só joguei na base até hoje e subir para o adulto, ainda mais no Jaraguá, é uma grande oportunidade na minha vida. Espero evoluir a cada dia com os grandes jogadores que tem aqui e com o Ferretti que já ganhou tudo que podia no futsal”, disse.
Edinei acumula passagens por clubes de futsal e futebol I Foto: Eduardo Montecino/OCP
Já o ala-esquerdo Edinei teve uma trajetória alternada entre a quadra e o campo. Natural de Joaçaba, o atleta de 19 anos deu seus primeiros passos no futsal atuando por Concórdia e Camboriú. Mas assim como em inúmeros casos pelo país, ele foi tentar a sorte no futebol e chegou a vestir a camisa da Chapecoense por um ano, e Vasco da Gama em três temporadas. No entanto, retornou ao salonismo no ano passado, quando acertou para jogar o adulto no Joaçaba, clube da sua cidade natal, onde estava até o início deste ano. “Fui muito bem recebido e a adaptação está sendo tranquila. Espero poder ajudar o grupo quando o Ferretti precisar e trazer alegrias para a torcida. O Jaraguá é o maior clube de futsal do Brasil e estou realizando um sonho da minha vida ao vestir minha camisa e ser treinado pelo Ferretti”, destacou. Reforços para base Não foi somente a equipe adulta que recebeu novos jogadores vindos da ‘peneira’. A base do Jaraguá também ganhou novos integrantes em suas seis categorias, através das seletivas. Ao todo, foram 24 jovens aprovados, sendo quatro encaminhados para o Sub-6/7, três ao Sub-8/9, quatro no Sub-10/11, cinco para o Sub-12/13, dois ao Sub-14/15, e seis no Sub-16/17.