Com o futebol feminino ganhando cada vez mais visibilidade, o mercado de transferências começa a gerar valores altos na categoria.

Tanto que, nesta quarta-feira (2), o Chelsea, da Inglaterra, contratou a atacante dinamarquesa Pernille Harder, do Wolfsburg, da Alemanha, por 337 mil euros (cerca de R$ 2,1 milhões, na atual cotação), e quebrou o recorde de uma transação no futebol feminino.

Foto: Divulgação/Chelsea

O montante ainda é 658 vezes menor que a contratação mais cara do masculino, referente a ida de Neymar do Barcelona para o PSG, por 222 milhões de euros (R$ 820 milhões, na cotação da época) em 2017. Porém, já mostra um leve crescimento das mulheres na modalidade.

Eleita a melhor jogadora da Europa em 2018, Harder atuava pelo Wolfsburg desde 2017, onde conquistou quatro vezes o Campeonato Alemão e a Taça da Alemanha.

Na última temporada, ela marcou 38 gols em 33 jogos. Ao todo, pelo clube, foram 105 gols em 114 jogos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul