Em julgamento nesta segunda-feira (8), o STJD aplicou uma multa de R$ 50 mil ao Flamengo por conta dos cantos homofóbicos da torcida no jogo contra o Grêmio, pela Copa do Brasil.

O time carioca corria risco de perder mando de campo na reta final do Brasileirão, mas sofreu apenas a multa.

No dia 27 de setembro, o Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ apresentou uma “Notícia de Infração” com vídeos que mostravam parte da torcida entoando o cântico "arerê, gaúcho dá o c* e fala tchê".

Ao analisar as imagens, a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportivo (STJD) decidiu enquadrar o ato da torcida no artigo 243-G do CBJD, que diz: "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".