O Figueirense fez o mais difícil. Saiu na frente com um gol, irregular, aos 39 minutos do segundo tempo. Faltando menos de 10 minutos para acabar a partida, parecia que o drama do rebaixamento seria evitado. Mas três minutos depois o goleiro falhou, e na sequência, aos 48, a defesa parou e o Juventude virou para 2x1.

O jogo foi disputado na tarde desta sexta-feira (22) no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), válido pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Figueirense fica na 17ª posição, dentro do Z-4, com 39 pontos – três a menos do que Vitória e Náutico, que ainda jogam na rodada.

 

 

O Náutico joga domingo (24), em Belo Horizonte contra o Cruzeiro – que já definiu sua situação, não tem mais chances de acesso nem risco de queda. E o Vitória entra em campo na terça-feira (26), contra o já rebaixado Botafogo-SP, em Salvador.

Os gols saíram quando parecia que a partida terminaria em 0x0. Num lance irregular – a bola saiu pela linha de fundo, mas mesmo assim Renan Luís cruzou e Erison fez de cabeça. Os jogadores comemoram como se fosse um título e os do Juventude protestaram pela falha grotesca da arbitragem.

Mas em seguida falha pior fez o goleiro Rodolfo Castro do Figueira. Numa bola praticamente em suas mão deixou-se enganar pelo quique dela e acabou encoberto na jogada. Bambam aproveitou o gol vazio e empatou aos 42 minutos.

Aos 48, após cobrança de escanteio, Rogério subiu sozinho e cabeceou para fazer o gol da vitória e manter o Juventude na luta para voltar para a Série A.

Se ainda chegar com chances de escapar do rebaixamento, o Figueirense vai jogar todas as suas fichas na última partida, contra a Ponte Preta, no Orlando Scarpelli, sexta-feira (30).

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp