A Fifa anunciou nesta segunda-feira (28) a proibição da Rússia em disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar e, consequentemente, o próprio Mundial.

A decisão foi tomada em conjunto com a Uefa e foi motivada pela ofensiva militar da Rússia sobre a Ucrânia. O país tinha uma partida marcada pela repescagem das Eliminatórias, contra a Polônia, no dia 24 de março.

A punição é por tempo indeterminado e vale para o esporte no campo, na praia ou no salão, seja masculino ou feminino. A Rússia pode recorrer da decisão ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte).

“Acreditamos que essa decisão vai contra as normas e princípios das competições internacionais, assim como contra o espírito do esporte. Ela tem óbvio caráter discriminatório e prejudica um largo número de atleta, técnicos, funcionários, clubes e seleções e, mais importante, milhões de Rússia e torcedores estrangeiros”, declarou a Federação de Futebol da Rússia (RFU).