Na última quarta-feira, dia 31 de março, expirou o prazo do decreto estadual que proíbe a presença de torcedores nos estádios em Santa Catarina.

O Governo do Estado não renovou a medida e criou-se a expectativa de que o público poderia voltar às arquibancadas.

Mas a Federação Catarinense de Futebol (FCF) tratou de manter o veto, pelo menos, neste momento.

Segundo o comentarista Rodrigo Faraco, o presidente da FCF, Rubens Angelotti, destacou que um dos motivos da decisão foi o desequilíbrio técnico na competição, já que alguns times teriam menos jogos com apoio da torcida.

O segundo ponto é que a entidade entende que pode ter ocorrido um lapso com as trocas no comando do governo e na Secretaria Estadual de Saúde após o afastamento do governador Carlos Moisés.

Por outro lado, Angelotti ainda acredita que a presença de público pode ser liberada a partir das quartas de final, marcada para iniciar em 25 de abril.