Uma família de São Francisco do Sul busca ajuda financeira para possibilitar os treinos da filha ginasta em Joinville.

Aos 10 anos, Beatriz Ledoux Iaginski já é campeã estadual de Ginástica Rítmica, na categoria pré-infantil (nível 1), conquista alcançada neste ano. A menina coleciona medalhas: foram quatro ouros e uma prata no Campeonato Estadual de Ginástica Rítmica, na categoria pré-infantil.

A pequena atleta já tem várias conquistas, mas, de acordo com a mãe Thaísi Ledoux, são muitas as dificuldades enfrentadas para possibilitar os treinos de Beatriz. A família mora em São Francisco do Sul e Beatriz treina em Joinville, de segunda a sexta-feira, o que torna o treino muito caro.

"Como ela está tendo um certo destaque, ano passado começou na equipe de alto rendimento, e tem conquistado bons resultados na categoria pré-infantil, começam a aparecer oportunidades como no Sulamericano ou no Panamericano", conta a mãe Thaísi Ledoux.

"Mas o custo é muito alto, não temos tantas condições, porque o custo para ela treinar em Joinville já é alto", explica.

Por isso, a família busca uma forma de patrocínio ou de apoio, para financiar as competições de Beatriz.

"Qualquer valor será de grande ajuda, as pessoas podem doar pela conta bancária da Bia", explica a mãe. "Ou então se alguém tiver milhas sobrando e quiser doar uma passagem, também seria de grande ajuda".

A mãe conta que a família também busca patrocinadores para apoiar o sonho da menina.

Para quem quiser ajudar, as doações podem ser feitas diretamente na conta bancária da pequena atleta:

  • Agência 4464-4
  • Conta corrente 41.797-1
  • Titular: Beatriz Ledoux Iaginski | CPF 086.970.239-47
  • Conta do Banco do Brasil

As competições não param

Beatriz já tem vários desafios nos próximos meses:

Neste mês, participará da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Videira. Em outubro, a competição será em Brasília, no Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica.

A pequena atleta também poderia participar do Panamericano de Clubes, na Bolívia, mas infelizmente a família não poderá custear a viagem, diz a mãe da menina.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger