Com passagens por grandes clubes do Brasil e pela seleção, Antônio Carlos Zago teve itens de coleção de sua carreira como atleta, como troféus, flâmulas, camisas, entre outros objetos, penhorados pela Justiça.

Segundo o jornalista Diego Garcia, colunista do UOL Esporte, o ex-jogador enfrenta dívidas e problemas judiciais. Entre os itens penhorados estão uma Bola de Prata de melhor zagueiro do Brasileirão de 1993, 140 camisas oficiais e flâmulas de vários clubes do mundo.

Anteriormente, ele teve penhorado até uma moto Harley Davidson, além de móveis como balcões, cristaleiras, poltronas, sofás, entre diversos outros itens.

O atual técnico do Bolivar, da Bolívia, tem sofrido ações de João Assef, seu antigo procurador, que move processos cobrando confissões de dívidas no valor de R$ 8 milhões.