De acordo com a Federação Internacional de Jogadores Profissionais (FIFPro), o isolamento social para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus e a incerteza sobre o futuro estão aumentando os casos de depressão entre atletas que vivem do futebol.

A entidade tirou a conclusão após uma pesquisa feita entre 22 de março a 14 de abril, com 1602 atletas em confinamento na Inglaterra, França, Austrália e Estados Unidos.

Foram ouvidas 468 jogadoras de futebol, sendo que 22% revelaram sintomas de depressão, enquanto entre os homens, 13% admitiram manifestação da doença.

A FIFPro já havia feito o mesmo estudo no início do ano, com apoio de pesquisadores do hospital da Universidade de Amsterdã. Na época, os números eram de 11% das mulheres e 6% dos homens.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger