Depois de perder duas adversárias para lutar no último dia 5, Taila Santos está pronta para, enfim, voltar ao octógono mais famoso do mundo.

Neste sábado (19), a jaraguaense encara Gillian Robertson, no segundo combate do card principal do UFC, em Las Vegas, nos Estados Unidos, que inicia às 21h (horário de Brasília).

Taila (D) e a canadense Gillian Robertson (E) | Foto: Info esporte

A lutadora de 27 anos já esteve escalada para enfrentar a canadense no dia 20 de junho deste ano, no Canadá.

Mas a luta foi cancelada na época pela proibição da entrada de brasileiros no país por conta da pandemia. Agora, elas duelam na última edição do Ultimate em 2020.

“A Robertson é uma atleta que está vindo de uma sequência boa, inclusive com vitórias sobre brasileiras também. Boa de chão, vai ser uma luta muito interessante. Como eu já lutaria contra ela em junho, e mudou para a Molly (McCann, vitória de Taila por decisão), a gente já tinha o jogo praticamente engatilhado. A Robertson com certeza vai querer buscar a luta de chão e por isso a gente vai tentar ficar na trocação para buscar um nocaute”, disse Taila.

Com uma vitória e uma derrota – sofrida em sua estreia em fevereiro de 2019 - na companhia, a representante de Jaraguá do Sul enfrenta, pela primeira vez, uma atleta ranqueada do peso-mosca (até 57kg), já que a Robertson é a 13ª colocada da divisão.

Foto: Jeff Bottari/Getty Images

Uma oportunidade de ouro, que pode fazê-la dar passos importantes no sonho de alcançar futuramente as primeiras posições da categoria.

“Lutar com uma menina ranqueada e conseguir uma boa vitória pode me dar uma alavancada na categoria. A expectativa são as melhores. Estou muito bem preparada, confiante e empolgada”, destacou.

Cartel de Taila no MMA: 16 vitórias e 1 derrota

Cartel de Robertson no MMA: 9 vitórias e 4 derrotas

 

Telegram Jaraguá do Sul