Após pouco mais de duas semanas, o Juventus volta a entrar em campo pelo Campeonato Catarinense.

Na retomada oficial da competição, o Tricolor encara um grande desafio neste domingo (21), contra a Chapecoense, às 16h, na Arena Condá, em Chapecó, com transmissão da TVN Sports.

Mas a volta do Estadual não será o único atrativo no Oeste do Estado. O jogo também marca a reestreia do técnico Pingo no comando juventino após oito anos.

Ele chegou como substituto de Raul Cabral, que foi demitido dois dias depois da última partida da equipe antes da suspensão.

De lá para cá, Pingo teve 14 dias de trabalho junto ao elenco. Tempo, que segundo ele, foi suficiente para os jogadores entenderem sua filosofia de jogo, destacada pela posse de bola e ofensividade.

“Para minha surpresa, o grupo assimilou muito bem (minha proposta de jogo) e de maneira muito rápida. A característica desses jogadores casa bem com o tipo de jogo que vamos fazer daqui para frente. Essa parada nos ajudou muito para essa mudança e estou muito feliz por pela resposta dos atletas”, disse.

Além desses ingredientes, o confronto coloca frente à frente dois dos quatro melhores colocados do Estadual.

Embalado por duas vitórias consecutivas, o Moleque Travesso ocupa a quarta colocação, com seis pontos, enquanto o Verdão do Oeste é o líder e único time com 100% de aproveitamento após três jogos disputados. Ou seja, a promessa é de um grande jogo em Chapecó.

“Vamos enfrentar um time de Série A do Brasileiro e líder do Estadual, mas é uma estreia que acho muito boa e importante. Gosto de enfrentar equipes fortes e falo desde que cheguei que vamos respeitar qualquer adversário, mas sempre em busca do resultado positivo”, destacou Pingo.

Desfalques e provável escalação

O Juventus retoma sua caminhada no Campeonato Catarinense, com quatro desfalques, sendo todos por lesão.

O atacante e o volante Welton Heleno (problemas musculares), o lateral Bruno Dip (lesão no menisco do joelho esquerdo) e o atacante Alemão (lesão no pé esquerdo) estão entregues ao departamento médico.

Por outro lado, o técnico Pingo pode contar com o zagueiro Gabriel, recém-contratado e que já foi regularizado, virando opção no banco.

Zagueiro Gabriel (colete) é mais uma opção para Pingo | Foto: Lucas Pavin/Avante! Esportes

Em relação ao time que atuou no último jogo com Raul Cabral, a única mudança é a entrada do meia-atacante Jeffinho no lugar de Welton Heleno, desfazendo o esquema com três volantes.

Com isso, o primeiro time titular de Pingo terá Iago Hass; Genilson, Matheus Piaui, Wallinson e Cesinha; Allan, Tássio, Jeffinho e Fabinho; Eric Di Maria e Giovanni.

Sequência positiva contra a Chape

Os clubes considerados grandes em Santa Catarina levam vantagem no histórico de confrontos contra o Juventus. Porém, se tem um time que costuma ter trabalho contra o Tricolor é o Verdão do Oeste.

A equipe de Chapecó tem seis triunfos a mais na história (19 a 13), mas não consegue vencer o Moleque Travesso há oito anos ou cinco jogos.

A última foi na Série A de 2013, pelo placar de 2 a 1, no estádio Municipal Josué Annoni, em Xanxerê.

De lá para cá, a equipe jaraguaense se manteve invicta sobre o adversário, somando quatro vitórias e um empate.

Lance do jogo do ano passado | Foto: Márcio Cunha/ACF

No ano passado, inclusive, o Juve foi até o Oeste do Estado para a terceira rodada do Estadual e venceu por 1 a 0, com gol de Marllon, em plena Arena Condá, mesmo palco do jogo deste domingo.

“O favoritismo é deles (Chapecoense), mas o Pingo nos passou que o grupo precisa ter coragem, personalidade e saber que temos totais condições de sermos campeões da competição. Tivemos o exemplo do ano passado em que vencemos o jogo lá na Arena. E para conseguir isso de novo temos que nos impor e fazer por onde para sair com a vitória”, declarou Fabinho, titular naquele duelo em 2020.

Para a partida deste domingo, a Chape deve ir a campo com João Paulo; Matheus Ribeiro, Tiago Coser, Kadu e Busanello; Moisés Ribeiro e Anderson Leite; Fabinho, Mike, Fernandinho e Perotti.

Histórico de confrontos

Retrospecto Geral

  • Jogos: 43
  • Vitórias do Juventus: 13
  • Vitórias da Chapecoense: 19
  • Empates: 11
  • Gols marcados pelo Juventus: 53
  • Gols marcados pela Chapecoense: 59
  • Primeiro jogo: 2x0 Chapecoense, no dia 12 de maio de 1976, no estádio Regional Índio Condá, pela Série A do Campeonato Catarinense
  • Último jogo: 1x0 Juventus, no dia 29 de janeiro de 2020, na Arena Condá, pela Série A do Campeonato Catarinense

Retrospecto na Série A do Catarinense

  • Jogos: 36
  • Vitórias do Juventus: 11
  • Vitórias da Chapecoense: 17
  • Empates: 8
  • Gols marcados pelo Juventus: 42
  • Gols marcados pela Chapecoense: 49

*Dados de Henrique Porto (Portopédia)


Jogos da 4ª rodada

Sábado (20)

  • Hercílio Luz × Marcílio Dias - 16h
  • Joinville × Concórdia - 16h
  • Próspera × Metropolitano - 19h

Domingo (21)

  • Chapecoense × Juventus - 16h
  • Figueirense × Criciúma - 16h
  • Brusque × Avaí - 16h

Classificação

Artilharia

2 gols - Fabinho
2 gols - Alemão

Tabela

fase

24/02/21 – Avaí 2×0 Juventus (saiba mais)
20h30, na Ressacada, em Florianópolis (SC)

27/02/21 – Juventus 2×0 Criciúma (saiba mais)
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)
Gols: Fabinho e Alemão

04/03/21 – Juventus 2×0 Hercílio Luz (saiba mais)
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)
Gols: Fabinho e Alemão

21/03/21 – Chapecoense × Juventus
16h, na Arena Condá, em Chapecó (SC)

25/03/21 – Juventus × Figueirense
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

28/03/21 – Brusque × Juventus
16h, no Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC)

31/03/21 – Juventus × Joinville
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

04/04/21 – Próspera × Juventus
16h, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)

11/04/21 – Juventus × Marcílio Dias
16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

18/04/21 – Metropolitano × Juventus
16h, no Estádio Hermann Aichinger, em Ibirama (SC)

21/04/21 – Juventus × Concórdia
21h30, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)