Dupla jaraguaense chega ao topo da maior montanha das Américas

Hélio Fenrich e Maicon de Oliveira no topo do Aconcágua | Foto: Arquivo pessoal

Por: Lucas Pavin

08/02/2024 - 07:02 - Atualizada em: 08/02/2024 - 11:08

Após 13 dias de subida e muitos desafios, Hélio Fenrich e Maicon de Oliveira alcançaram o topo do Aconcágua, a montanha mais alta das Américas com 6.961 metros de altitude, que fica Mendoza, na Argentina.

A dupla jaraguaense iniciou a expedição no dia 24 de janeiro e finalizou nesta quarta-feira (7). Para Hélio, nenhuma novidade. Afinal, essa é a quarta vez que o alpinista de 47 anos completa o Aconcágua, sendo que as duas primeiras foram individuais e as duas últimas como guia.

“Foi uma expedição dificil, mas em nenhum momento pensamos que não poderíamos chegar ao topo. É uma satisfação muito grande levar pessoas, ainda mais da nossa cidade”, disse.

Já Maicon, de 41 anos, cumpriu o objetivo em sua primeira tentativa e não escondeu a alegria em chegar ao cume.

“É uma realização e satisfação imensa conquistar o cume do Aconcágua. Foi um tempo de organização e deu tudo certo”, afirmou.

Hélio tem vasta experiência no esporte e já alcançou o topo de algumas das mais temidas montanhas pelo mundo. Além do Aconcágua, ele completou o Denali, nos Estados Unidos, por duas vezes, o Kilimanjaro, na África, Elbrus, na Rússia.

Essas fazem parte do projeto ‘Sete Cumes’, que envolve a subida aos picos mais altos do mundo, restando apenas o Everest, na Cordilheira do Himalaia, Carstensz, na Oceania, e Vinson, na Antártida.

Maicon, por sua vez, teve o Aconcágua como sua primeira grande expedição e já começou o planejamento para fazer o Denali, a montanha mais gelada do mundo, no Alasca.