Segundo reportagem divulgada pela Folha de S. Paulo, o atacante brasileiro Neymar teve 36 imóveis bloqueados pela Justiça brasileira devido a um processo por sonegação fiscal, que cobra do atleta um valor total de R$ 69 milhões.

Entre as propriedades, três estão localizadas em Itapema, no Litoral de Santa Catarina. De acordo com levantamento do veículo de comunicação, um deles foi adquirido em 2013 por R$ 1,4 milhão, e os outros dois, comprados em 2016 por R$ 2,4 milhões cada.

Os demais imóveis que sofreram bloqueio ficam situados nas cidades de Santos, São Paulo, Guarujá, Praia Grande e São Vicente, todas no estado de São Paulo.

A decisão da Justiça impede a venda das propriedades, mas permite que sejam usufruídas. A medida tem como objetivo garantir o pagamento à Receita Federal, caso haja condenação por suposta sonegação de tributos na transferência do Santos para o Barcelona, da Espanha, em 2013.

Paralelamente ao processo, o jogador do Paris Saint-Germain é investigado por uma acusação de estupro, feita por Najila Trindade.

Quer receber as notícias no WhatsApp?