O pai, de 36 anos, começou a competir no nostálgico Playstation 1, lançado há 26 anos. O filho, de 15, conheceu os esportes eletrônicos em 2016, já no moderno Playstation 4.

Juntos, os jaraguaenses Neodi Mateus Muniz da Silva e Raul Mateus Muniz da Silva escancaram a paixão por videogames e hoje trilham um caminho de sucesso no Pro Evolution Soccer (PES), um dos mais tradicionais games de futebol virtual no mundo.

Neodi, conhecido nos E-Sports como Duende, entrou nesse mundo ainda muito novo, em uma geração que tinha o eletrônico como um simples hobby.

Mas juntamente com a evolução dos consoles, ele foi se destacando em competições e conquistou muitos títulos em Santa Catarina, a ponto de ser atualmente técnico da seleção catarinense de PES no modo x11 (onze contra onze jogadores).

Foto: Divulgação

A paixão passou para o filho. Parte de uma outra geração que quase nasce mexendo em aparatos tecnológicos, Raul, ou melhor, Duendinho como é conhecido, é daqueles “viciados” em videogame.

Ganhou seu primeiro aos 5 anos de idade e passou dos jogos infantis ao PES, cinco anos depois. “Logo que iniciou, ele já demonstrou que seria um grande jogador”, conta o pai.

E não deu outra. No primeiro campeonato, o menino, com apenas 11 anos na época, já foi vice-campeão. Desde então, só melhorou sua capacidade.

Em Santa Catarina, ganhou praticamente tudo. No âmbito nacional, entrou para o seleto grupo de 16 melhores do Campeonato Brasileiro, considerado o mais difícil do mundo.

Foto: Divulgação

Visto por muitos como o melhor player do Estado e um dos mais promissores do país, Duendinho ainda teve mais uma realização recentemente.

Após se destacar na Copa do Brasil, ele foi chamado pela seleção brasileira para jogar alguns amistosos contra equipes de várias partes do mundo.

Feitos que só aumentam a vontade e criam uma expectativa ainda maior do adolescente virar um gamer profissional.

“Já conquistei muitos títulos e vitórias, mas minha maior conquista é ter uma família que apoia e que torce por mim. Meu pai que está sempre presente e me ajudando a evoluir. A satisfação é total, pois não é todo mundo que consegue ganhar dinheiro e ajudar sua família sentado na frente de uma tv”, disse Duendinho.

No caminho do sonho

O objetivo de virar profissional parece questão de tempo para Raul. Afinal, ele já leva uma vida para tal alcunha, com treinos diários e uma renda mensal para jogar no x11 pelo Jaguars United, do Rio de Janeiro, uma das principais equipes do modo no Brasil.

E ele é acompanhado de perto pelo pai, no mesmo “gramado virtual”. Enquanto Duendinho é um dos melhores atacantes do país no x11, Duende atua como zagueiro e também é remunerado pela equipe carioca.

Foto: Divulgação

Dividindo a responsabilidade em setores diferentes do time, pai e filho estão na disputa do Campeonato Brasileiro x11, onde já passaram pela primeira fase, que começou com 195 equipes de todo território nacional.

Ou seja, a habilidade com o controle na mão está no DNA da família, que pode levar Jaraguá do Sul para grandes patamares no mundo dos games.

“Levo o E-Sports muito a sério, principalmente nesse modo que tenho conseguido me destacar em um dos melhores times do Brasil. E dou todo suporte necessário para o meu filho evoluir em todos os modos do jogo. Projetamos que ele melhore ainda mais e um dia viva do jogo”, destacou Neodi.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul