A Justiça de São Paulo determinou o bloqueio das contas bancárias do narrador esportivo Galvão Bueno, de sua mulher, Desirée, e da filha, Letícia.

A decisão se deu por conta de um processo aberto pela empresa Lest Credit Fundo de Investimento contra a Virtual Promoções e Participações, empresa de propriedade da família do locutor.

Segundo Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a disputa judicial foi causada por um empréstimo de R$ 1,6 milhão feito à Virtual, em 2017, que deveria ter sido pago em 31 parcelas.

Segundo a empresa de crédito, no entanto, o plano não foi honrado. O empreendimento de Galvão também não teria cumprido um acordo de quitação homologado judicialmente.

De acordo com o UOL, a Justiça encontrou apenas R$ 1.401,17 nas contas de Galvão e R$ 90 mil nas de Desirée.

A defesa da família pediu a suspensão da decisão, alegando que as quantias “são necessárias para o sustento da família” e de caráter salarial.

Fonte: Metrópoles