Com a rejeição do Governo de Santa Catarina para retomada do Campeonato Catarinense no dia 16 de março, a situação dos clubes ficou ainda mais delicada.

Para o Juventus, por exemplo, os problemas se multiplicam. Com os contratos de quase todos os atletas do elenco chegando ao fim nesta quinta-feira (30), o clube planejava a renovação por mais um mês e a reapresentação aos treinos nesta sexta-feira, dia 1º de maio.

Porém, com a decisão do Governo na noite de terça-feira (28) e a indefinição para retorno das atividades, a diretoria tricolor precisou se reorganizar novamente.

Segundo o gestor Renê Marques, todos os jogadores estão tendo seus vínculos renegociados, seja para prorrogação ou novos contratos.

“Ainda não tenho a definição de todos atletas. Estou renegociando um a um. A situação é bem delicada”, destacou Renê.

Confira os contratos de atletas ao final de abril

  • Assis – Goleiro – 29/04/2020
  • Silva – Goleiro – 30/04/2020
  • Hudson Jr. – Goleiro – 29/04/2020
  • Maninho – Lateral-direito – 29/04/2020
  • Marcos Moser – Lateral-direito – 30/04/2020
  • Doni – Zagueiro – 30/04/2020
  • Rafael Zuchi – Zagueiro – 30/04/2020
  • Rogélio – Zagueiro – 29/04/2020
  • Felipe Gregório – Zagueiro – 29/04/2020
  • Júnior Fell – Zagueiro – 30/04/2020
  • Mikael – Volante – 30/04/2020
  • Hildo – Volante – 29/04/2020
  • Ronald – Volante – 30/04/2020
  • Sampson – Volante – 30/04/2020
  • João Vitor – Meia – 29/04/2020
  • Marllon – Meia – 29/04/2020
  • Denner – Atacante – 29/04/2020
  • Fabinho – Atacante 29/04/2020
  • Túlio Renan – Atacante – 30/04/2020
  • Itinga – Atacante – 29/04/2020
  • Marcus Vinicius – Atacante – 29/04/2020
  • Juliano Levak – Atacante – 29/04/2020

Para amenizar o impacto econômico gerado pela pandemia do novo coronavírus, o Moleque Travesso pode receber ajuda da Federação Catarinense de Futebol (FCF) e da Associação de Clubes (SC Clubes).

Logo após a negativa do governo, representantes dos 10 clubes da Série A, FCF e SC Clubes fizeram uma reunião por videoconferência, e as entidades prometeram ajudar as equipes financeiramente.

“Muitos clubes dependiam dessa resposta para tomar as medidas administrativas. Muitos clubes não tem mais condições de permanecer. Tivemos que fazer uma chamada de capital, um aporte financeiro da federação e associação para que os clubes com dificuldades financeiras possam prosseguir. Tem clubes com atletas com contratos no fim. Vamos dar essa ajuda para que não tenha demissões e nem desistência da competição”, disse Cláudio Gomes, CEO da SC Clubes, ao Bom Dia Santa Catarina.

Além disso, os clubes se uniram para tentar a liberação dos treinos e outras dificuldades enfrentadas neste período sem jogos e sem receitas.

Algumas ideias já foram aprovadas como ajuda financeira entre os próprios clubes, empréstimo de atletas entre as equipes, além da compra coletiva de testes e equipamentos para a proteção contra o coronavírus.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul