O criciumense, Matheus Candido, de 20 anos, completou um ano no futebol do Bahrein neste mês de janeiro.

O lateral-direito, que pertence ao Al-Najma, está atuando no Sitra Club, por empréstimo, e frequentemente jogando como atacante.

Lateral-direito, que pertence ao Al-Najma, está atuando no Sitra Club, por empréstimo, e frequentemente jogando como atacante/Fotos: Arquivo Pessoal

Após passagens pelas categorias de base de times como Internacional (RS), Criciúma (SC), Figueirense (SC) e Ceará (CE), o atleta foi para o futebol baireinita no início de 2019.

Adaptação

“A adaptação no começo foi muito difícil. São outras tradições, outra língua, mas hoje já consigo interagir bem com todos”, destaca Candido.

O lateral reforça também o equilíbrio entre os times que disputam as principais ligas no país.

“As equipes são niveladas, por isso todo jogo é um desafio e encaramos como uma batalha. Não existe uma cobrança de torcedores como no Brasil, mas sabemos que temos que dar o máximo de nós”.

Atualmente, morando com a esposa no Bahrein, Candido não esconde a saudade da família e o desejo de voltar ao seu país de origem.

“Ficar longe de quem você ama faz muita falta. Espero um dia poder retornar ao Brasil e fazer o que mais gosto, que é jogar futebol”, finaliza.