Um dos esportes com maior crescimento nos últimos anos no Brasil, o futebol americano vem ganhando mais adeptos a cada temporada. No ano passado, por exemplo, a popularidade foi de tal tamanho que o país registrou a terceira maior audiência mundial no principal evento da modalidade, o Superbowl, no qual atingiu 19,7 milhões de fãs, segundo a Global Web Index.

Mesmo longe do glamour americano, esse aumento reflete diretamente nas equipes brasileiras, que contam com um maior número de praticantes e ligas mais organizadas. Para incentivar esse fortalecimento, os clubes também apostam na contratação de especialistas estrangeiros, sejam eles treinadores, coordenadores e jogadores.

Em 2013, o Jaraguá Breakers acreditou nisso e deu certo, quando os norte-americanos Jacob Payne e Julian Banks conduziram o time ao título nacional. Agora, é a vez do Corupá Buffalos tentar a mesma sorte, mas com ensinamentos vindos de outra língua: o espanhol. No meio de 60 atletas do elenco, o clube trouxe dois mexicanos para as funções mais emblemáticas do esporte.

Mexicanos querem ajudar no crescimento do esporte no Brasil I Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Com base na experiência vivida em seu país natal, onde a modalidade é bastante popular, o head coach Rodrigo Ríos Martinez, de 29 anos, e o quarterback David Gonzalez Caballero, 28, foram contratados há dois meses e compartilham os ensinamentos que colheram durante uma vida inteira para levar a Manada o mais longe possível no Campeonato Catarinense, que está em andamento, e Liga Nacional, com início no segundo semestre.

No campo, a comunicação não é problema. Com uma passagem pelo Gaspar Black Hawks em 2017, Martinez fala tranquilamente o português e ainda ajuda Caballero, que vive experiência inédita em terras tupiniquins e já domina boa parte do idioma.

Perfeccionistas, a dupla ainda busca o aperfeiçoamento físico, técnico e tático dos companheiros, uma vez que a maioria dos jogadores estuda ou trabalha, o que restringe a rotina de treinos.

Equipe corupaense aumentou a carga de treinos em 2018 I Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

No início, as atividades aconteciam apenas uma vez por semana. Agora, o grupo tenta se reunir de três a quatro vezes a cada sete dias. Uma preparação que, segundo eles, será fundamental para equipe corupaense chegar a grandes resultados na temporada.

“Aos poucos estamos mudando e ensinando coisas novas. A maioria dos nossos jogadores nunca haviam começado os jogos e leva um tempo para acostumá-los a jogar sob pressão. Eles estão aprendendo e esperamos continuar melhorando cada vez mais”, diz Martinez.

“Estava acostumado a treinar todos os dias no México, mas já vi que aqui é muito difícil. Nos adaptamos e já estamos conseguindo fazer mais atividades. Isso vai nos ajudar a evoluir muito como time para que possamos chegar a títulos, que é o nosso objetivo”, ressalta Caballero.

Evolução do time

A nova preparação já começa a surtir efeito no Buffalos. A intensidade nos treinos vem dando um ganho na parte física dos atletas, o que é fundamental para evolução do time, conforme relatou o head coach Rodrigo Martinez.

“Isso ajuda muito a ganhar partidas contra times que tem um jogo mais avançado em conhecimento. Estamos impondo algumas ideias para que eles possam competir no mesmo nível”, afirma.

Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Com essa melhora, os resultados também começam a aparecer. Após duas derrotas nas primeiras rodadas do Estadual, a Manada chegou ao primeiro triunfo no último fim de semana, quando massacrou o Tubarão Predadores por 62 a 0.

Vitória esta que manteve o time com chances de classificação aos playoffs. “Queremos continuar evoluindo e levar o Buffalos a conquistas. O trabalho vai ser duro, mas acreditamos que podemos levantar uma taça” declarou o QB Caballero.

Vida em Corupá

Já são 22 anos envolvidos com o futebol americano e o head coach Martinez jamais imaginou que iniciaria a carreira de treinador no Brasil. Após passar por vários clubes mexicanos, ele decidiu encarar uma nova experiência no ano passado, quando aceitou o convite para ser jogador e técnico do Gaspar Black Hawks.

Head coach Rodrigo Martinez I Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Desde então, deixou a vida agitada na Cidade do México, local mais populoso do país com quase R$ 9 milhões de habitantes, para viver nas pacatas Gaspar e agora Corupá.

“Foi uma surpresa para mim ter começado a carreira de técnico no Brasil e não me arrependo. Espero ajudar no crescimento do esporte no país”, disse. “Aqui (Corupá) dá para ficar tranquilo e estou me acostumando ao estilo de vida. Espero fazer coisas boas pela cidade”, completou.

A mudança para o ‘coach’ foi inesperada, mas para o quarterback David Caballero foi ainda mais radical. Há 12 anos vivendo do esporte, o jogador já passou por cinco clubes mexicanos e tem sua primeira passagem pelo Brasil. “É uma ótima oportunidade para fazer crescer o esporte no Brasil e também no México, já que outros jogadores podem vir para cá”, destacou.

Quarterback David Caballero I Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Antes de acertar com o Buffalos, o QB quase se transferiu para o Black Hawks e Rio Preto Weilers, mas preferiu vir para Corupá para reeditar a parceria com Martinez, com que já trabalhou no México. Apesar da dificuldade em falar português na sua chegada, Caballero agora se diz adaptado no município.

“Corupá é uma cidade pequena e boa de morar, que me lembra muito uma cidade do México, onde minha mãe morava quando era criança. A saudade do meu país é normal, mas estou gostando bastante do Brasil e espero crescer por aqui”, finalizou.