Vitória sobre o Brasil de Pelotas e classificação à terceira fase aumentaram premiação do Avaí | Foto Frederico Tadeu/ Avaí FC
Vitória sobre o Brasil de Pelotas e classificação à terceira fase aumentaram premiação do Avaí | Foto Frederico Tadeu/ Avaí FC

Só em prêmios a Copa do Brasil 2019 já garantiu para o futebol catarinense a quantia de R$ 13.510.000,00. O resultado é a soma dos valores que cada clube recebe da CBF por participar da competição.

Por serem clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, Chapecoense e Avaí são os que mais faturaram até agora: R$ 3.280.000,00, cada um.

Santa Catarina começou a Copa do Brasil com a participação de sete clubes – Tubarão, Brusque, JEC, Criciúma, Figueirense, além de Chapecoense e Avaí. Juntos, receberam R$ 4.260.000,00. Na segunda fase, com quatro clubes, o valor caiu para R$ 3.100.000,00.

A próxima fase já garantiu R$ 4.200.000,00. Como Criciúma e Chapecoense disputarão uma vaga entre si, Santa Catarina já pode contar também com mais R$ 1.800.000,00, porque um dos dois estará na 4ª fase. Avaí vai disputar a vaga com o Vasco da Gama.

Os jogos da 4ª fase já estão definidos:

  • 14/3 - Vasco x Avaí, em São Januário
  • 27/3 – Chapecoense x Criciúma, na Arena Condá
  • 10/4 – Avaí x Vasco, na Ressacada
  • 10/4 – Criciúma x Chapecoense, no Heriberto Hülse

Os critérios de desempate serão o maior saldo de gols. Havendo igualdade, terá cobrança de pênaltis. Para a 4ª fase, os confrontos serão definidos através de sorteio.

Criciúma é o único clube catarinense campeão da Copa do Brasil | Foto Criciúma EC

Curiosidades dos catarinenses na disputa

  • A largada dos catarinenses na Copa do Brasil deste ano foi inferior à do ano passado. Em 2018, só 1 clube foi eliminado na 1ª fase (o Brusque), contra três este ano (Tubarão, JEC e Brusque).
  • Na segunda fase, o quadro mudou. Enquanto 3 catarinenses caíram nessa fase em 2018, este ano somente 1, o Figueirense.
  • Em 2018, 1 clube foi eliminado na 3ª fase (Figueirense) e 1 na 4ª fase (Avaí). Como disputava a Libertadores, a Chapecoense entrou apenas na 5ª fase (oitavas de final). Passou pelo Atlético-MG e, depois de três anos, levou novamente um catarinense às quartas de final da Copa do Brasil.
  • O último clube de SC que havia ficado entre os oito melhores da competição tinha sido o Figueirense, em 2015, quando acabou eliminado pelo Santos.
  • A Chape também parou nas quartas de final e foi desclassificada por outro clube paulista, desta vez o Corinthians.
  • Nesta década, o Avaí foi um pouco mais longe, chegou às semifinais e caiu contra o Vasco da Gama, em 2011.
  • A maior conquista de Santa Catarina na competição continua sendo do Criciúma, com o título de campeão em 1991.

Quer receber as notícias no WhatsApp?