Nesta terça-feira (13), a Conmebol anunciou um acordo com a empresa farmacêutica chinesa Sinovac Biotech para a doação de 50 mil doses da vacina Coronavac.

Elas serão utilizadas para imunizar jogadores da primeira divisão dos dez países que formam a confederação.

Os imunizantes vão chegar a Montevidéu em maio e serão distribuídos para as associações nacionais, como a CBF.

A ideia é que sejam vacinados jogadores, dirigentes e membros das comissões técnicas dos times da elite de cada país.

Além disso, arbitragem e profissionais que participam da organização dos jogos da Conmebol, tanto de clubes como de seleções, também serão imunizados.

“Este é um grande passo para derrotar a pandemia, mas de forma alguma significa que estamos baixando a guarda. Vamos manter o nosso trabalho responsável, que nos permitiu concluir os nossos torneios com tranquilidade e sem alterar os formatos”, disse Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol.