O Jaraguá Futsal é um clube que, nos últimos anos, vem apostando na mescla de jogadores jovens e experientes para encarar os diversos compromissos a cada temporada. Em 2018, a fórmula se repete e este conjunto serão os dois principais pilares da equipe nas disputas da Liga Nacional, Campeonato Catarinense e Jogos Abertos de Santa Catarina. Após completar um mês de pré-temporada ontem, os comandados do técnico Fernando Ferreti entram na reta final de preparação para estreia na Liga, marcada para o dia 17 de março, com a formatação de um grupo competitivo e uma média de 25 anos de idade.
Quer receber as reportagens do OCP Online no WhatsApp? Basta clicar aqui
A análise para montagem do elenco foi minuciosa. No ano passado, o grupo enxuto de jogadores sofreu com o desgaste de treinos, jogos e viagens, que acabou refletindo nos resultados em quadra ao fim da temporada. A diretoria tirou isso como lição e anunciou um total de 18 atletas para iniciar 2018, com várias nuances peculiares. De um lado, há uma ‘espinha dorsal’ de jogadores experientes, identificados com o clube e com bagagem de sobra para suportar as cobranças que poderão surgir ao longo do ano. É o caso dos alas Marcio, de 36 anos, Diego Menezes, 32, Yuri, 32, Oitomeia, 31, do fixo/ala Vitor Hugo, 30, além dos pivôs Poletto, 29, e Daniel, 32.
Mas este não será o único papel dos atletas mais ‘cascudos’ do elenco. Transmitir confiança e dar tranquilidade aos mais novos pode fazer a diferença a favor do aurinegro nos seus futuros compromissos.  E isso já vem se mostrando na pré-temporada. Tratados como grandes promessas pelos lados da Arena, nomes como dos fixos Diego Passamani, 19, Rômulo, 20, e Igor, 23, do goleiro Jean Reis, 22, e alas Torres, 19, João Guilherme, 20, começaram o ano ganhando bom tempo de quadra, apesar do último ter sofrido uma lesão que o tirou do amistoso contra o Blumenau. “Estou muito feliz pelas oportunidades que estou tendo com o Ferretti e a cada dia procuro conquistar meu espaço. Os atletas experientes estão nos ajudando muito e isso nos motiva ainda mais para fazer o melhor em quadra”, declarou Torres, titular da equipe na vitória diante dos blumenauenses.
Eles ainda são acompanhados pelos goleiros Arthur, 20, e Hiram, 18, que buscam seu espaço em uma concorrência sadia pela posição. Para completar o elenco, ainda se juntam outros três jogadores acima do Sub-23, sendo que dois deles já receberam a confiança de Ferretti e assumem papeis importantes no time, como o ala Pett, 25, e o goleiro João Neto, 26, enquanto o ala Walex, 24, ainda não conseguiu apresentar seu futebol por conta de uma lesão que o fez perder todos os testes do Jaraguá até aqui.
Integrante mais experiente do elenco, o ala Marcio destaca a importância desta mescla e a personalidade dos jovens para conquistar seu lugar no time. “Ganhamos mais atletas em quadra, o que dá um descanso para os mais velhos, já que 2017 foi desgastante justamente por isso. A garotada que está aqui tem um grande potencial e vai nos ajudar bastante durante o ano. E nós como mais experientes vamos ajuda-los para juntar essa mescla e fazer um Jaraguá bem mais forte que ano passado”, disse o capitão da equipe jaraguaense.
O atual grupo já foi testado em três oportunidades. No mesmo dia da apresentação, a equipe fez um jogo de igual para igual contra a seleção da Costa Rica, mas acabou perdendo por 2 a 1, na Arena. Depois, participou da Copa Três Coroas, no Rio Grande do Sul, onde sagrou-se vice-campeão ao vencer a UJR, de Novo Hamburgo (RS), por 3 a 1, e ser superado na final pelo Carlos Barbosa por 3 a 2. Já o último compromisso aconteceu na Arena, com um triunfo por 3 a 0, sobre o Blumenau. Agora, até a estreia na Liga diante do Carlos Barbosa, o time jaraguaense enfrenta o Blumenau neste domingo, dia 4 de março, fora de casa, e o Tubarão seis dias depois, na Arena.