No ano passado, eles completaram o percurso entre a ponte que divide o Brasil e Argentina, no Meio-Oeste catarinense, até a ponte Hercílio Luz, em Florianópolis.

Agora, um novo desafio, ainda mais árduo, está prestes a ser completado por um grupo de ciclistas de Santa Catarina.

No último sábado, dia 31 de outubro, nove aventureiros do Clube de Pedal SMO, de São Miguel do Oeste, com idades entre 16 até 64 anos, iniciaram o trajeto que eles chamam de ‘porto a porto’.

Nome dado por terem saído do Porto Seco, de Dionísio Cerqueira, com destino final ao Porto de São Francisco do Sul.

Foto: Divulgação

No percurso, que já se encontra em sua reta final, serão percorridos mais de 800km ao todo e passagem por diversas cidades do Estado no roteiro.

 

Com auxílio de um carro de apoio, o grupo pedalou uma média de 130km por dia, e, partiu nesta quinta-feira (5) de Jaraguá do Sul para São Francisco do Sul, onde encerra a viagem no sábado (7).

“Passamos por várias cidades e conhecemos muito lugares diferentes. Está sendo uma viagem muito gratificante e um desafio psicológico, físico e emocional de cada um por fazer esse percurso pedalando. Não é impossível, qualquer um pode. Basta querer e acreditar”, finalizou Fiorini.

Ciclistas participantes

- Darci Rabuske (São Miguel do Oeste)

- Gilberto Fiorini (São Miguel do Oeste)

- Alcir Fontana (São Miguel do Oeste)

- Daniel Zanotelli (São Miguel do Oeste)

- Cláudio Tonett (São Miguel do Oeste)

- Luiz Cláudio Tonett (São Miguel do Oeste)

- Giovani Zanotelli (Chapecó)

- Gabriel Candaten (São Miguel do Oeste)

- Evandro O. (São Miguel do Oeste)

Carro de apoio

- Darci Zanotelli (São Miguel do Oeste)