Por conta do acidente aéreo da Chapecoense em 2016, a família do fisioterapeuta Rafael Gobbato ganhou na Justiça o direito de receber indenização de R$ 800 mil do clube catarinense.

“Estamos com um sentimento de justiça e certo alívio depois desse julgamento favorável. Participar das audiências é doloroso, porque nos traz a memória dessa tragédia que tirou a vida muito cedo do meu irmão. Mesmo sendo o primeiro passo, recebemos o julgamento aliviados e ao mesmo tempo esperançosos de que os tribunais confirmem a justiça feita na sentença”, disse Glauber, irmão de Rafael, ao Globoesporte.com.

Segundo o parente da vítima, o Verdão do Oeste não forneceu apoio à família de Rafael desde o acidente.

“Nenhum telefonema, nenhuma carta, nenhum auxílio psicológico aos meus pais e à esposa do meu irmão. Foram quatro anos de silêncio. Torcemos muito pela Chapecoense por todo o carinho que meu irmão tinha. Ele era colorado, mas o coração dele tinha virado Chape. Então, temos profundo respeito pela instituição e torcida, mas acredito que as pessoas que vieram após o acidente foram relapsas com nossa família”, declarou Glauber.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul