Um projeto de reestruturação feito com os ‘pés no chão’. É com este discurso que a diretoria do Grêmio Esportivo Juventus vem trabalhando para colher bons frutos e alcançar o principal objetivo ao fim da atual temporada: retornar à elite do futebol catarinense. Primeiro clube da Série B a iniciar as atividades em 2017, o Moleque Travesso chega a quatro meses de trabalho seguindo rigorosamente o cronograma apresentado no mês de janeiro. Apesar do Estadual ter seu pontapé inicial somente em julho, o clube já se encontra na reta final de avaliações para atletas que possam integrar a equipe principal, que será comandada pelo técnico Eduardo Rodrigues. Mais de 100 jovens nascidos até 1994 participaram da ‘peneira’, sendo que 17 deles foram aprovados e vão para a última bateria de atividades, que devem acontecer entre os dias 2 e 9 de maio. “Esse foi o primeiro passo para formar a equipe profissional, além de definir boa parte da comissão técnica. O clube não parou nos primeiros meses do ano e isso é um ponto a ser destacado. Nos anos anteriores, as atividades ainda estariam paradas”, disse o diretor executivo de futebol, Tiago Borges. “Acredito que vamos conseguir tirar frutos destas avaliações. Tem meninos muito bons que devem ser utilizados na Série B”, completou. Além disto, o gramado do Estádio João Marcatto, que foi alvo de criticas nas últimas temporadas, está passando por reformas e não será utilizado até o dia 15 de maio, data em que a diretoria estabeleceu para apresentação completa do elenco que vai disputar a Série B. Segundo Borges, o próximo passo é a captação de patrocinadores para, a partir daí, iniciar a formação do elenco que está sendo mapeada pelo técnico Eduardo e o gerente de futebol Cleber Hernacki. No momento, o Tricolor já fechou algumas parcerias, mas nenhum apoio financeiro. “Hoje o clube tem muitas conversas, situações em andamento, mas financeiramente nada concreto. Isso se deve até pelo fato do campeonato iniciar no segundo semestre, o que dificulta nas negociações, além de não ter uma tabela definida da Série B”, afirmou. Ainda de acordo com o dirigente, a transparência e a seriedade no trabalho da alta cúpula do clube é um dos principais fatores para atrair os empresários e aproximar ainda mais os torcedores. “Não iremos fazer nada que não possamos cumprir, diferente do que foi ano passado, quando a atual diretoria pegou uma situação complicada. Este ano, todos estão centrados e o torcedor pode ficar tranquilo, porque o clube não vai dar um passo maior do que pode. Por tudo isto, esperamos uma grande temporada para todos nós”, finalizou Tiago Borges.