Em Assembleia Geral Extraordinária nesta terça-feira (24), a CBF aprovou a venda de um avião, um helicóptero, um carro de luxo e duas salas comerciais localizadas no centro do Rio de Janeiro.

Com a decisão, a entidade irá economizar R$ 12,5 milhões por ano e pretende usar o valor arrecadado, entre R$ 50 milhões e R$ 60 milhões, para investir em estrutura de estádios e no futebol feminino do Brasil.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelos representantes das 25 federações estaduais de futebol presentes à Assembleia e aptos a votar.

O representante da federação do Pará não pode votar por uma pendência jurídica e a federação do Mato Grosso não enviou representante.