Descobertos no projeto social Apaff, de Florianópolis, o volante Eduardo Félix e o atacante Peterson assinaram seus primeiros vínculos profissionais com o Flamengo, onde estão desde 2017 e hoje integram a categoria Sub-17.

A dupla deixou a capital catarinense na mesma época em que o amigo Vitor Isaías, que acabou morrendo no incêndio do Ninho do Urubu, em fevereiro do ano passado.

Eles atuavam juntos desde os seis anos de idade e se destacaram na base de futsal do Figueirense, antes de migrarem para o campo.

Meninos jogaram juntos dos 6 aos 13 anos no Figueirense | Foto: Arquivo Pessoal

Após o trauma da perda do amigo em 2019, eles continuam levando o sonho de Vitor à frente.

"É uma superação, mas ao mesmo tempo senti algo especial como motivação em vencer, lutar por eles e também pelo Vitor. O que fazemos com eles é mostrar os obstáculos"

Inspirados em Filipe Luís, catarinense de Jaraguá do Sul que também foi revelado no Figueira e atualmente está no Flamengo, Eduardo e Peterson assinaram contrato com o rubro-negro de três anos de duração e multa de 50 milhões de euros (R$ 316 mi).

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul