O sonho de Taila Santos em disputar o cinturão do UFC pela primeira vez está cada vez mais perto de ser realizado.

Ainda não é oficial, mas a catarinense de Jaraguá do Sul deve ser confirmada como a próxima adversária de Valentina Shevchenko pelo título do peso-mosca (57 kg), no mês de abril, em local e data a ser divulgado.

Aos 28 anos, Taila estreou no Ultimate com derrota para a italiana Mara Romero Borella, em 2019, mas vem de quatro vitórias consecutivas nos últimos dois anos.

Nesse período, venceu a inglesa Molly McCann, a canadense Gillian Robertson, a norte-americana Roxanne Modafferi e, por fim, a escocesa Joanne Wood.

Taila Santos finalizou a escocesa com um mata-leão | Foto: Getty Images

A sequência fez a lutadora da Thai Brasil Floripa chegar ao quinto lugar da categoria e se colocar de vez na rota pelo cinturão dos moscas, que é dominado por Shevchenko.

Inclusive, após a vitória sobre Wood em novembro do ano passado, ela não descartou a possibilidade de pular alguns degraus e antecipar o combate contra a campeã.

“Sim, aceito. (…) A gente tem que fazer um trabalho, tem todo um treinamento, um camp a ser feito, e a hora que chegar o momento (de disputar o cinturão), a gente vai estar preparado. Mas com esse tempo de treinamento, tendo tempo para fazer uma estratégia”, disse na época.

E uma boa preparação será fundamental para derrubar a representante do Quirguistão, que é uma das principais lutadoras do planeta e já defendeu o cinturão do peso-mosca por seis vezes, praticamente sem ser ameaçada em nenhuma delas.

A supremacia da quirguiz na categoria, aliás, levantou a possibilidade de ela subir de divisão para enfrentar a também brasileira Amanda Nunes, única mulher que conseguiu derrotá-la duas vezes na carreira.

Porém, a tendência é que a campeã tenha mais uma oponente na categoria em que se mostra soberana e ela seria a jaraguaense Taila Santos.