O Jaraguá Futsal já conhece seu adversário da estreia na Liga Nacional 2016. Em tabela extraoficial divulgada no fim de semana, o time aurinegro encara o Carlos Barbosa, na Arena, no dia 15 de abril. O duelo entre os atuais campeões da Taça Brasil e Liga Nacional estava acordado desde o fim do ano passado, mas somente foi confirmado nos últimos dias como a abertura oficial da competição. Porém, pelo fato do confronto abrir a atual temporada do maior campeonato do salonismo brasileiro, o presidente da Associação Desportiva Jaraguá (ADJ), Gerson Postai, confirmou que a data pode ser alterada, saindo de uma sexta-feira para um sábado ou segunda, dias tradicionais de jogos da Liga. “A Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS) e os clubes ainda vão discutir sobre as datas, mas a abertura envolvendo nós e Carlos Barbosa deve ser alterada. Mas é jogão, clássico, que deve lotar a Arena”, disse. Antes da Liga, a diretoria corre contra o tempo para formar uma equipe visando a Taça Brasil, que ocorre de 29 de fevereiro a 6 de março, em Carlos Barbosa (RS). Até o dia 29 de janeiro, os dirigentes precisam enviar à CBFS uma lista de 12 jogadores, tendo que ser completada com outros dois nomes até a semana seguinte, fechando um grupo com 14 atletas. O único confirmado até o momento foi o goleiro Franklin, apresentado na semana passada. De acordo com Postai, outros sete jogadores estão apalavrados com o clube e resta a assinatura de contrato para serem anunciados. Nomes como Alvim e Valença do Copagril, Bruno Petry do Guarapuava, Caio do Corinthians, Rodrigo do Umuarama e Alemão do Atlântico são especulados como possíveis reforços. Este último inclusive está em Jaraguá do Sul para acertar os últimos detalhes da transferência. Além disso, a diretoria segue as tratativas com atletas do elenco de 2015 que ainda não definiram seus futuros. São os casos do goleiro Jaime, dos fixos Rafinha e Giancarlos, dos alas Dian, Assis, Augusto e Yuri, e do pivô Poletto. “Só podemos divulgar os nomes quando tivermos os contratos assinados. Muitos jogadores querem vir para cá pela visibilidade do clube no país. Mas posso garantir que estamos fazendo um time competitivo, barato e que vai dar dor de cabeça aos adversários”, comentou Postai.