Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (11), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou a paralisação do Campeonato Paulista por duas semanas.

A suspensão contraria a Federação Paulista de Futebol (FPF) e alguns clubes que gostariam da continuidade da competição.

A medida chega após o Estado entrar na chamada fase emergencial, etapa mais rigorosa e que restringe mobilidade urbana e serviços essenciais em todas as 645 cidades de São Paulo.

Os clubes vão se reunir para definir o andamento do Estadual e não descartam levar os jogos para outros Estados.

Antes, haverá normalmente a rodada deste fim de semana, já que a suspensão do governo é válida para os dias 15 a 30 de março.

Ao todo, 26 jogos do torneio serão impactados: todos da quinta, sexta e sétima rodadas, além de duas partidas atrasadas – Mirassol x Inter de Limeira (15/03, pela quarta rodada) e São Bento x Palmeiras (17/03, terceira rodada).