O Corinthians não teve dificuldade para vencer no Centreventos Cau Hansen na noite desta quinta-feira (1). Diante de sua torcida, o Joinville pecou, errou demais e viu o alvinegro paulista passear em quadra, conquistando uma vitória maiúscula por 98 a 72.

Pelo lado corintiano, Fuller estava em noite inspirada e foi o cestinha da partida, ao lado do companheiro Fisher, com 18 pontos cada um. Além deles, Giovannoni e Aguiar marcara mais de 10 pontos e Shilton beliscou, com 8. Reboteiro, Giovannoni ainda garantiu um double-double com os 10 rebotes conquistados na noite.

Pelo lado do Joinville, Felipe Vezaro foi o cestinha com 13 pontos, Vezarinho e André Bambu anotaram 12 cada um. O pivô Thiago Mathias tem se destacado pela eficiência nos rebotes e, nesta noite, não foi diferente, foram oito rebotes na conta do jogador gaúcho. Jefferson Socas também foi eficiente no fundamento: 5 rebotes, três deles ofensivos.

O técnico Daniel Lazier permaneceu com o quinteto que vem sendo titular desde o início do NBB: Vezarinho, Vezaro, Socas, Bambu e Mathias. Do outro lado, um quinteto de peso, com direito a um ídolo joinvilense: Shilton, Fisher, Fuller, Giovannoni e Aguiar.

A equipe joinvilense começou muito bem na defesa, com marcação intensa e recuperando a posse de bola. Com a pressão na marcação, o Joinville conseguia recuperar bolas importantes no ataque corintiano e trabalhar com tranquilidade a ação ofensiva. O pivô Mathias continuou se destacando nos rebotes.

Apesar disso, o Corinthians veio forte, com Fuller inspirado na armação e nos arremessos. Além do americano, Shilton mostrou toda sua força no garrafão, deixando inclusive André Bambu a ver navios em um toco limpo e firme. Com o equilíbrio reinando no primeiro período, os destaques ficaram por conta de Felipe Vezaro, que marcou a única bola de longa distância do Joinville nos 10 primeiros minutos, após boa roubada de bola de Jefferson Socas.

Vezaro e Fuller foram os cestinhas com oito pontos cada. Igualdade também no número de rebotes, Shilton e Mathias conseguiram três cada um, com três assistências para o pivô joinvilense. No primeiro período, com intensidade na marcação, o Joinville conseguiu ainda três roubos de bola, com Jefferson Socas, Vezarinho e André Bambu.

Apesar da eficiência na defesa, as três bolas do perímetro pesaram para o lado paulista. Fisher, Fuller e Humberto marcaram e garantiram a vantagem alvinegra, encerrando o primeiro quarto com seis pontos de frente: 26 a 20 para o Corinthians.

O Joinville voltou com ímpeto de virar o placar e assim o fez. Com duas bolas de três pontos, uma de André Bambu e outra de Colimério, o Joinville assumiu a ponta e manteve o bom desempenho nos primeiros minutos do período. Porém, os erros começaram a aparecer e foram cruciais. Após dois erros consecutivos no ataque desperdiçando a posse de bola sem marcar, o Joinville viu o Corinthians abrir novamente com duas bolas do perímetro.

Apesar das mudanças na rotação da equipe, o Joinville continuou pecando nos passes e o Corinthians não deixou escapar as chances e manteve a distância no placar, vencendo o período por 21 a 17 e indo para o intervalo com o placar favorável: 47 a 37.

O Corinthians voltou do vestiário disposto a fechar a conta e ganhar com tranquilidade e apesar das tentativas de Weihermann de três pontos e da boa partida defensiva de Mathias, o Joinville não conseguiu ser efetivo no ataque e segurar o ímpeto alvinegro. A equipe paulista abriu 20 pontos de vantagem, fechando o período em 27 a 17 e deixando o placar do jogo em 74 a 54.

No quarto período, o Corinthians apenas administrou a boa vantagem conquistado ao longo do jogo, com a ajuda do próprio Joinville, que errou demais durante toda a partida. Assim, o alvinegro paulista não teve dificuldade para fechar a partida com 26 pontos de vantagem, deixando o placar em 98 a 72 e voltando para São Paulo com uma senhora vitória na bagagem.

O Joinville volta à quadra na próxima quarta-feira (7), para a segunda das quatro partidas que disputa diante do seu torcedor e recebe o Basquete Cearense, às 19h, no Centreventos Cau Hansen.

 

--

Quer receber as notícias no WhatsApp?