Com equilíbrio e emoção de sobra, Joinville estreia com vitória no NBB | Foto: Vítor Silva/SS Press/BFR

Com equilíbrio e emoção de sobra, Joinville estreia com vitória no NBB | Foto: Vítor Silva/SS Press/BFR

Acostumados a protagonizar jogos emocionantes, Basquete Joinville e Botafogo não fizeram diferente na noite desta segunda-feira (15), na estreia das duas equipes no NBB 11. Mas, desta vez, o Joinville foi um visitante indigesto no Rio de Janeiro e saiu do ginásio Oscar Zelaya com a vitória. Não foi fácil, foi com emoção, mas com uma visível melhora na rotação, nas jogadas de transição e no cadenciamento do jogo, o Joinville venceu por 64 a 62 em pleno Rio de Janeiro.

Na estreia do técnico Daniel Lazier, a equipe já mostrou evolução em alguns pontos deficientes da temporada passada, como a rotação que não funcionava tão bem. Desta vez, os jogadores que saíram do banco mantiveram o ritmo de jogo e o placar. Com o quinteto definido, Lazier colocou Vezarinho, Vezaro, Mathias, Bambu e Socas na quadra e foi justamente a dupla de irmãos que foi responsável pela maior pontuação da equipe.

Cestinha do Joinville, Felipe Vezaro anotou 13 pontos, apenas um a menos do que Jamaal, o cestinha da partida. Vezarinho veio na sequência com 11 pontos e o pivô Mathias surpreendeu com 10 pontos. Felipe Vezaro foi efetivo também nas assistências, com cinco na conta, mesmo número de Jefferson Socas. Os rebotes, arma que desequilibrou para a equipe joinvilense, foram comandados pelo camisa 54 e por Mathias, cada um com oito rebotes. No total, Joinville conseguiu 43 rebotes, 17 deles ofensivos.

O primeiro quarto já mostrou que o jogo seria emocionante e equilibrado e o Joinville conseguiu vencer por 21 a 19, com boas jogadas de transição e um ótimo aproveitamento nas bolas de três pontos com Vezaro, Weihermann e Vezarinho.

No segundo período, a equipe de Daniel Lazier voltou arrasadora abrindo 10 pontos de vantagem, mas um momento de desatenção permitiu que o Botafogo voltasse e voltasse com tudo para o jogo. Depois de passar três minutos sem conseguir marcar uma cesta sequer, o alvinegro carioca encostou e diminuiu para três a diferença. Uma bela cravada de Jerônimo deu um respiro ao Joinville, mas os donos da casa passaram a frente e foram para o vestiário com a vantagem de três pontos: 34 a 31.

O Joinville voltou com o quinteto titular e contou novamente com as bolas do perímetro para dar tranquilidade. Vezaro e Bambu se revezavam nas cestas de três enquanto o Botafogo aproveitava os contra-ataques e as jogadas de velocidade com Jamaal e Cauê Borges. Muito instável na partida, o Botafogo não conseguia imprimir seu ritmo de jogo e pecava nos rebotes, cedendo ao Joinville a chance de ficar com a bola tanto na quadra defensiva quanto ofensiva.

Com uma rotação muito bem treinada e construindo boas jogadas girando a bola com rapidez, a equipe joinvilense não deixava o alvinegro gostar do jogo, contando ainda com o trunfo das boas bolas de três para jogar um balde de água fria nas tentativas de reação botafoguense, levando o jogo para o quarto período com vantagem tricolor: 47 a 50.

O último período foi de muitos erros para ambos os lados. O placar só foi inaugurado com mais de três minutos de jogo no quarto final e foi para o lado botafoguense. O Joinville só estreou o placar aos cinco minutos e manteve a vantagem. Correndo atrás do placar, o time da casa não mediu as faltas e estourou o limite, cedendo diversas cobranças na linha do lance libre para o Tricolor. O aproveitamento baixo não permitiu que a equipe respirasse aliviada. Nos 40 minutos de jogo o aproveitamento foi de 56,5%.

Restando apenas três segundos de jogo, Mogi acertou bela bola de três e colocou fogo no ginásio. Mas não havia muito tempo e com o limite de faltas estouradas, só restava ao Botafogo colocar o Joinville novamente na linha de lance livre. Bambu converteu um e o Tricolor ainda conseguiu neutralizar o contra-ataque botafoguense, fechando a partida em 64 a 62 para o Joinville.

A sequência de jogos fora de casa continua e o Joinville volta à quadra na próxima quarta-feira (17), às 20h30, quando encara o Flamengo.

--

Quer receber as notícias no WhatsApp?