Avaí e Figueirense empataram em 0x0 na tarde deste domingo (17), no estádio da Ressacada, em Florianópolis, num jogo em que as maiores emoções ficaram para o intervalo, quando o ídolo avaiano Marquinhos foi homenageado pelo encerramento da carreira. O clássico bateu o recorde de presença de público, com mais de 14 mil torcedores na Ressacada.

Clássico levou mais de 14 mil torcedores ao estádio da Ressacada | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

O empate, pela 13ª rodada do Campeonato Catarinense, deixou o Figueirense com 27 pontos e o Avaí com 24 na classificação da competição.

Confronto foi marcado pelas faltas e lances truncados | Foto Hermes Bezerra/Figueirense FC

Com Marquinhos escalado desde o início, o técnico Geninho alterou a equipe do Avaí, tirando Daniel Amorim. Do outro lado, o técnico Hemerson Maria apostou em Matheus Lucas e as formações ficaram espelhadas. Em campo, o jogo teve poucos lances de gol em todo o primeiro tempo.

Clássico de Florianópolis foi truncado e sem muitos lances ofensivos | Foto Hermes Bezerra/Figueirense FC

Lentos e cautelosos, os times evitaram jogadas de velocidade e passaram os primeiros 45 minutos sem oferecer muitas emoções. Para piorar, os jogadores abusaram de errar passes, impedindo que os lances fossem concluídos.

Jogo na Ressacada foi fraco tecnicamente e com muitas faltas | Foto Hermes Bezerra/Figueirense FC

Homenagem ao M10

Ao final do primeiro, o momento de maior emoção. A diretoria do Avaí preparou um cerimonial, Marquinhos deu volta olímpica na Ressacada, recebeu uma camisa 10 emoldurada e uma placa por seus 400 jogos e usou o microfone para falar a todos.

Marquinhos agradeceu aos torcedores por sua carreira | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

"Agradeço a todos, agradeço aos torcedores por me trazerem até aqui. E obrigado ao Figueirense também. Um clube não vive sem o outro. Se não fosse a rivalidade não existiria o Marquinhos e não existira o Fernandes", disse, fazendo referência ao ex-camisa 10 do rival, que agora é dirigente do Alvinegro, assim como Marquinhos será o Leão.

Camisa 10 ganhou placa e camisa comemorativa | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

No segundo tempo, as equipes impuseram um pouco mais de velocidade e passaram a acertar mais os passes, melhorando o desempenho. O Avaí foi mais ao ataque e forçou o goleiro Denis a fazer ao menos quatro grandes defesas.

Sempre provocador, Marquinhos fez a dança do créu | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

O jogo marcou também estreia do experiente meia Douglas com a camisa do Avaí. O futuro camisa 10, porém, sofreu uma lesão muscular e passou quase 10 minutos andando em campo, apenas fazendo número.

Sem emoção, clássico não poderia terminar com outro placar | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

O resultado não poderia terminar de outra forma, sem as equipes chegarem aos gols e ainda tranquilos dentro do G-4 da classificação da competição.

Torcedores do Figueirense ocuparam seu espaço no estádio | Foto Hermes Bezerra/Figueirense FC

Ficha Técnica

0 Avaí - Vladimir; Alex Silva (Julinho), Marquinhos Silva (A), Betão e Iuty (A); Matheus Barbosa, Pedro Castro e André Moritz; Getúlio, Marquinhos (Daniel Amorim) e João Paulo. Técnico - Geninho

0 Figueirense - Denis; Alemão Teixeira (A), Pereira (A), Ruan Renato e Matheus Destro; Zé Antônio (A), Betinho e Juninho (Patrick); Alípio (RUbens), Willian Popp e Matheus Lucas (João Diogo). Técnico - Hemerson Maria.

Arbitragem - Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kléber Lício Gil, Alex dos Santos, Edson da Silva e Diego Leonel Félix.

Renda - R$ 361.735,00

Público - 14.397

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Betão passa a ser o novo capitão do Avaí | Foto Frederico Tadeu/Avaí FC

Confira a 13ª rodada

Sábado (17)

Metropolitano 3x1 Hercílio Luz

Brusque 1x0 Marcílio Dias

Domingo (18)

Avaí 0x0 Figueirense

Tubarão 0x1 Criciúma

Chapecoense 1x2 Joinville

 Classificação

Times                        PG   J   V   SG   GP

1º) Figueirense         27    13   7    10    17

2º) Avaí                       24    13   7    16    21

3º) Chapecoense     24    13   7    3     16

4º) Marcílio Dias      20    13   5    5      13

5º) Brusque              19     13    5    4     16

6º) Criciúma             17     13    5   -1      12

7º) Joinville               16     13    3   -2     14

8º) Hercílio Luz        10     13    2   -8    13

9º) Metropolitano   10     13    2   -17   10

10º) Tubarão               7     13    1   -10   12

  • Regulamento: As equipes se enfrentam em turno e returno e ao final das 18 rodadas os quatro melhores avançam para a semifinal, que será disputa em jogo único, na casa do time que tiver mais pontos: 1º x 4º e 2º x 3º. A final também será em jogo único.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?