A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), de Jaraguá do Sul, promoveu a primeira de uma série de palestras formativas com os mais de 700 atletas envolvidos com as 14 modalidades de rendimento.

A iniciativa está amparada em portaria que instituiu o Código de Ética e Protocolos Internos para técnicos, atletas e dirigentes.

Entre os temas a serem abordados constam cidadania, administração financeira, bullying, Doenças Sexualmente Transmissíveis e o uso adequado das redes sociais.

A palestra "Redes Sociais - Aliadas ou Inimigas?", com o chefe administrativo Dinalberto Moreira, contou com pouco mais de 30 atletas do basquetebol masculino.

Na ocasião, Moreira mostrou um quadro com conselhos sobre condutas vedadas e adequadas para as plataformas sociais e até mesmo de contatos para a carreira.

Foto: Divulgação/PMJS

A ideia é levar temas importantes para este público periodicamente aos locais de treinamento, seguindo sempre os protocolos sanitários necessários para evitar a propagação da Covid-19.

“Mostramos a diferença criada pelo uso da tecnologia, comparando empresas e empresários de ontem e de hoje, das formas mais eficazes de pesquisa e das vantagens proporcionadas pela tecnologia”, explicou.

Depois, foram abordados os problemas que as redes sociais podem causar, caso sejam utilizadas de forma incorreta, principalmente para a imagem dos atletas.

A corredora Simone Ponte Ferraz, classificada para as Olimpíadas de Tóquio, enviou um vídeo falando da forma como ela usa as plataformas.

“As redes sociais são ótimas ferramentas para um atleta que busca patrocínio, desde que utilizadas com uma postura ética. O conteúdo deve ter relação apenas com o esporte, separando-se sempre a vida pessoal e opiniões não relativas com o mundo esportivo”, disse.

Para a secretária Natália Lúcia Petry, a proposta mostra a devida importância atribuída a cada um dos atletas que defendem as cores de Jaraguá do Sul, especialmente na Olesc e Joguinhos.

“Trata-se de uma geração que nasceu conectada e cabe à secretaria alertar sobre a importância de bem utilizar esta ferramenta. É necessário saber filtrar as inúmeras informações que nos chegam diariamente e buscar o conhecimento e veracidade das mesmas, evitando-se a propagação de fake news”, declarou.

Fonte: PMJS