O primeiro medalhista paralímpico da Geórgia foi expulso das Paralimpíadas de Tóquio após agredir um segurança do hotel em que estavam alojados. Segundo oprtal "Kyodo News", a polícia japonesa já prendeu o atleta e ele teve a credencial cancelada pelo Cômite Paralímpico.

Na última quinta-feira (12), Zviad Gogochuri estava cumprindo quarentena no hotel com o restante da delegação georgiana, a qual parte dos atletas faziam barulhos e consumiam bebidas alcoólicas pela manhã quando o segurança solicitou que fizessem silêncio.

Na discussão, Zviad Gogochuri, que possui deficência visual, empurrou o homem, que tinha mais de 60 anos e acabou fraturando uma costela.

O Cômite Paralímpico da Geórgia confirmou o ocorrido e afirmou estar cooperando com as autoridades japonesas. Além disso, informaram que vão aplicar um processo disciplinar quando o atleta retornar ao país.

Os atletas estavam em isolamento no hotel após um dos membros da delegação testar positivo para a Covid-19.