Uma rotina intensa, com cinco treinos semanais, de uma a duas horas pelo menos, conciliada com o dia a dia do assistente de administração.

Mudanças que não alteraram apenas os horários na vida de Rogério Anderle, mas garantiram a ele qualidade de vida.

Aos 38 anos, com 143 quilos e sedentário, Rogério decidiu mudar de vida. No início, buscou o caminho que parecia ser mais fácil, a cirurgia para redução de estômago.

Mas antes que a derrota chegasse, ele encontrou outro foco. Percebeu que era capaz de vencer a obesidade driblando o sedentarismo e os maus-hábitos alimentares.

A meta foi ousada: perder 23 quilos até completar 40 anos.

Mas nada como a determinação de um homem que sabe onde quer chegar. Lá foi ele, dias e dias de treinos intensos e alimentação saudável.

O resultado valeu a pena, cinco meses antes do prazo máximo conseguiu bater a meta, e quando completou os 40 anos, tinha superado com sobra. Foram 28 quilos deixados para trás.

As mudanças foram significativas, e ele não parou mais. O novo projeto, em 2017, era fazer o fortalecimento muscular e se tornar atleta, para participar de campeonatos de Halterofilismo, com esportes de força.

Conciliar a rotina de dieta e treinos intensos é mais um desafio, afinal Rogério precisa trabalhar para sustentar a família. Desde 2011, ele trabalha na Orcali Serviços, e toda a mudança também refletiu no crescimento dele na empresa.

Rogério perdeu 28 quilos em dois anos | Foto/Divulgação

Começou como vigilante, assumiu o cargo de fiscal e hoje atua como assistente administrativo. Mais do que novos postos, Rogério conquistou a admiração da empresa, que aposta no colaborado e atleta. “O apoio da ORCALI é essencial para que eu siga em frente, já que a parte financeira para os campeonatos é toda de responsabilidade do atleta”, explica.

Hoje, Rogério compete na modalidade de Supino Raw e os trabalhos estão dando resultado. Desde 2017 participa de campeonatos amadores, e agora está encarando os profissionais.

Em 2018 venceu o Sul Brasileiro em Balneário Camboriú, na categoria Master dos 40 aos 49 anos, com peso corporal acima de 125 quilos. No último final de semana, venceu na mesma categoria o Campeonato Catarinense.

E neste domingo (19) disputa em São Paulo o Campeonato Brasileiro de Supino Raw. Para quem pensa que está sendo fácil, ele já alerta: “a maior dificuldade é a falta de tempo, pois tenho família e trabalho que sempre coloco em primeiro lugar”.

Mas Rogério vem tirando de letra, e nem precisa fazer aquela forcinha.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?