Um dos grandes astros do Brooklyn Nets e da NBA, Kyrie Irving foi afastado de treinos e jogos do time por ainda não ter se vacinado contra Covid-19.

O armador faz parte do grupo de menos de 5% de atletas da liga que recusaram a vacinação. Com isso, ele não pode jogar em vários estados, incluindo Nova York, onde joga o Nets, que exige comprovante de imunização para entrar nos estádios.

“Ele teve uma escolha para fazer e fez a escolha dele. Meu trabalho aqui é fazer o que acreditamos ser a melhor escolha para a organização como um todo. Nem sempre isso vai ser bem recebido, é uma decisão difícil, como sei que não foi fácil para o Kyrie também decidir não estar com seus companheiros”, disse o gerente geral do Nets, Sean Marks.

Recentemente, Irving curtiu páginas sobre teorias da conspiração envolvendo a vacina e defendeu que o ato de se imunizar ou não seria uma decisão pessoal.

“Eu estou protegido por Deus e meu povo também está. Nós estamos juntos”, escreveu no Twitter.

A temporada regular da NBA começa no dia 19 de outubro.