Em reunião por videoconferência, realizada nesta segunda-feira (20), a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e os clubes participantes da Superliga Masculina 2019/2020, entre eles a Apan Blumenau, decidiram pelo encerramento da competição, em razão da pandemia da Covid-19.

A Apan e mais quatro equipes votaram pela continuidade do campeonato, mas a maioria deliberou pelo término. Como forma de compensar os clubes pelos prejuízos acarretados pela suspensão da Superliga, no início da próxima temporada será realizada uma Supercopa com os oito times que estavam classificados para as quartas de final, incluindo a Apan, que ficou na sétima colocação.

Mesmo defendendo o prosseguimento da competição, o advogado Luis Fernando Pamplona Novaes, presidente da Apan, lembrou a imprevisibilidade da pandemia e sua curva de evolução. “Não sabemos quanto tempo irá demorar, se teremos um retorno de portas fechadas ou com torcida, e quais as condições impostas para isso”, explicou.

Apesar do término forçado, o dirigente celebrou a permanência da equipe blumenauense na elite do voleibol brasileiro. “Foi uma campanha vitoriosa, com apoio da nossa torcida, de nossos patrocinadores, do poder público municipal e de todas as pessoas que fazem parte desse projeto”, enalteceu Novaes.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul