As previsões do técnico André Donegá na véspera da decisão se confirmaram. APAN/Eleva e o Joinville Vôlei protagonizaram uma final de muito equilíbrio, decidida apenas no tie-break. Foram 2h13 de batalha no Galegão, onde o time blumenauense levou a melhor, sagrando-se heptacampeão catarinense de voleibol masculino (categoria adulta). No placar final, 3 a 2 para a APAN, com parciais de 25/18, 20/25, 25/23, 23/25 e 15/8.

O central Wennder foi o maior pontuador e bloqueador da noite pelo lado da APAN/Eleva. Anotou 15 pontos, sendo cinco deles em bloqueios e 10 no ataque. No total, foram 11 blocks de Blumenau e oito do adversário.

Ao avaliar o título, o técnico André Donegá creditou aos atletas o mérito de conseguir superar suas dificuldades para ganhar o título, salientando que foram em busca da vitória o tempo inteiro, alterando a forma de jogar e buscando soluções. “Numa competição vence não só quem joga bem, mas aquele que nos momentos difíceis consegue mudar a estratégia de jogo. É o que os atletas fizeram”, complementou.

O capitão e líbero Tiago Brendle também falou das qualificações do adversário, mas salientou a confiança do grupo, sabendo contornar as dificuldades da partida. “A manutenção da hegemonia no voleibol catarinense é importante ao projeto, além de dar confiança ao grupo para a sequência dos trabalhos”, pontuou.

Estreia no Campeonato Mineiro

O elenco da APAN/Eleva terá pouco tempo para comemorar e descansar. Na madrugada de terça-feira embarcam com destino a Minas Gerais, onde farão sua estreia no Estadual. Será na próxima quarta-feira, dia 28, na cidade de Monte Carmelo, no Ginásio Raul Belém, contro Azulim/Gabarito/Monte Carmelo.