Destaque do Real Madrid, Vinicius Jr. sofreu ataques na Espanha. Presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores, Pedro Bravo usou um termo racista para criticar o jogador em programa na TV espanhola.

“Você tem que respeitar o rival. Se quer dançar, que vá ao sambódromo no Brasil. Aqui o que você tem que fazer é respeitar os companheiros de profissão e deixar de fazer macaquice”, disse.

Após grande repercussão, o espanhol utilizou as redes sociais para pedir desculpas.

“Quero esclarecer que a expressão "fazer macaquice" que utilizei mal ao qualificar a dança do Vinicius na comemoração dos gols foi de maneira metafórica ("fazer idiotices"). Como minha intenção não foi de ofender ninguém, peço sinceramente desculpas. Sinto muito!”, escreveu.

Toda polêmica foi iniciada por conta das comemorações do brasileiro, que costuma dançar depois de fazer gols.

O termo usado por Bravo gerou revolta de vários ícones do esporte, que prestaram apoio a Vini Jr. Entre eles, o Rei Pelé.

''O futebol é alegria. É uma dança. É uma verdadeira festa. Apesar de que o racismo ainda exista, não permitiremos que isso nos impeça de continuar sorrindo. E nós continuaremos combatendo o racismo desta forma: lutando pelo nosso direito de sermos felizes'', publicou o ex-jogador em uma rede social.