Três equipes femininas da Associação Desportiva Voleibol (ADV), de Jaraguá do Sul, chegaram na madrugada de segunda-feira (4) ao município após a participação no 12º Festival Internacional da Cidade de Estrela, no Rio Grande do Sul.

Na bagagem, experiências e histórias que ficarão guardadas na memória das 35 atletas, além da conquista de um título em uma das maiores competições de base do Brasil.

Equipes da Argentina, Colômbia, Peru, Chile e Uruguai se juntaram a times de sete Estados brasileiros para a disputa de três categorias do evento, que iniciou no dia 30 de maio e foi encerrado no último domingo (3).

Acompanhadas pelas técnicas Karina Patrícia de Souza e Tati Altini, a ADV/Jaraguá/Secel fechou sua participação com grandes resultados em todas as divisões.

O maior destaque veio no Mirim, que faturou o título na Série Prata. Depois de quatro vitórias e duas derrotas na primeira fase, as meninas encontraram duas equipes gaúchas nas etapas decisivas, vencendo o União na semifinal (2 sets a 1) e Ceat na final (2 a 0). Como se não bastasse, a atleta Helena foi eleita a destaque da categoria.

A atleta Helena foi eleita a destaque da categoria. | Foto Divulgação

Já no Infantil e Infanto, as jaraguaenses ficaram perto de subir ao pódio. Depois de somar cinco vitórias e uma derrota na etapa inicial, o Infantil perdeu a semifinal da Série Prata para o Bluvolei por 2 a 0, e, posteriormente, a disputa pelo terceiro lugar contra o Provincial, da Argentina, por 2 a 1.

Ane foi atleta destaque no Infantil I Foto: Divulgação

O caminho foi semelhante para o Infanto que largou com seis triunfos e um revés. Mas na Série Ouro, acabou perdendo na semi para o Recreio (RS) por 2 a 1, e Curitibano (PR) na briga pela terceira posição, também por 2 a 1. Apesar do quarto lugar, a equipe teve Maria (foto abaixo) como melhor atacante da categoria.

Foto: Divulgação

No retorno à Jaraguá, as treinadoras ressaltaram a vivência das meninas no torneio, que ajudará no desenvolvimento dentro e fora de quadra.

“Foram cinco dias de muito aprendizado e de jogos emocionantes, vividos pelas atletas, comissão técnica e pais. A delegação volta com a sensação de dever cumprido e, na bagagem, a maturidade e experiência adquirida para seguir as competições do ano”, destacaram.