A iniciativa busca desenvolver o Jiu-Jitsu, com crianças e adolescentes na comunidade da Vila União e Vargem do Bom Jesus | Foto/Divulgação/PMF

A iniciativa busca desenvolver o Jiu-Jitsu, com crianças e adolescentes na comunidade da Vila União e Vargem do Bom Jesus | Foto/Divulgação/PMF

O projeto Superando Barreiras é uma iniciativa do Instituto Bem Possível, e o professor de Artes marciais, Matheus Fayad, que conta com o apoio da Prefeitura de Florianópolis através da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude da capital e Fundação Municipal de Esportes.

A iniciativa busca desenvolver a modalidade da arte marcial, Jiu-Jitsu, com crianças e adolescentes na comunidade da Vila União e Vargem do Bom Jesus, que agora recebe novas instalações no Sapiens Parque a partir desta quinta-feira (09).

O projeto recebe o apoio da Prefeitura de Florianópolis por meio da Seleção de Projetos de Educação e Desporto comunitário, que busca selecionar programas de entidades sem fins lucrativos, interessadas em desenvolver projetos de educação e desporto de caráter social aberto ao público e que tenham como intuito a difusão da prática esportiva, a promoção da integração de pessoas e comunidades, dando prioridade para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Os projetos comunitários devem ter como princípios a geração de oportunidades e de inclusão por meio do esporte.

“Esse projeto é desenvolvido pelo Instituto Bem Possível e já atendeu mais de 600 crianças na capital, com as novas instalações no Sapiens Parque a ideia é ampliar este trabalho para todo o norte da ilha, já que o programa iniciou com os jovens das comunidades da Vila União e Vargem do Bom Jesus” destaca o Presidente do Instituto Bem Possível, Gilliard Santos.

Somente neste ano a Prefeitura disponibilizou um total de R$ 700 mil para os projetos sociais, sendo que cada proposta foi beneficiada com o recurso máximo de R$ 60 mil para entidades que já executaram parcerias com o Município, levando-se em consideração o Princípio da Continuidade dos Projetos, revela o Secretário de Cultura, Esporte e Juventude de Florianópolis, Marcio Luiz Alves.

Além disso, foi liberado o valor máximo de R$ 30 mil para entidades que ainda não possuíam parceria. Os recursos destinados são referentes ao período de abril a novembro de 2018 e repassados bimestralmente, totalizando quatro parcelas.

Fruto do Trabalho

As aulas são ministradas pelos professores Matheus Fayad e Carlos Eduardo Peres dos Anjos de segunda à sexta-feira, das 18h às 22h. Dentre as diversas competições em que participaram, receberam os seguintes títulos:

- Campeão de 3 etapas do ciclo catarinense Estadual

- Campeão Estadual por equipe em 2015 e 2016

- Campeão brasileiro kids 2016

- Campeão 3 etapas do circuito stand

- 27 medalhas no Campeonato Sul Brasileiro de Jiu-jitsu (2018)

- 2 bronzes no Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, que aconteceu em São Paulo (2018)

Os alunos do “Superando Barreiras” recebem da Prefeitura de Florianópolis o vale transporte para os dias de treinamento.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?