Aloísio Boieng, filho de pais católicos, nasceu no dia 24 de dezembro de 1913 em Vargem do Cedro, um vilarejo espalhado por um vale. Os pais, João Boeing e Josephina Effting Boeing, além do futuro padre, tiveram mais 6 filhos, todos criados na fé católica e frequentando sempre as missas.

A comunidade onde o Aloísio Boieng cresceu se transformou ao longo do tempo em um lugar cheio vocações religiosas e sacerdotais.

Neste ambiente, Pe. Aloísio desenvolveu logo cedo o amor pelos ensinamentos de Jesus. Com 11 anos, incentivado pelo pároco da igreja que frequentava, saiu de sua terra natal com mais outros três colegas rumo ao sacerdócio.

1923 - Padre Aloísio era o primogênito entre os irmãos.

Formação e estudos

Aloísio rumou ao convento de Brusque para começar seus estudos religiosos, em uma viagem longa de três dias, muitas provações seriam superadas mas o que viria adiante seria ainda mais vocacional. O Padre que na época ainda era um adolescente, não conseguiu voltar para casa por três anos casa para visitar aqueles que amava - os pais e irmãos. Mesmo assim os pais o abençoaram com uma visita no convento assim que conseguiram.

As principais etapas da formação deram-se na cidade de Brusque e Taubaté - SP. Em Brusque ele fez o ensino fundamental e médio. Em 1932 o seminário foi transferido para Corupá, onde o Padre também estudou e mais tarde acabou voltando a cidade de Brusque para completar o noviciado.

Padre Aloísio Boieng

A trajetória

  • 1934: primeira profissão religiosa;
  • 1938: emitiu os votos perpétuos ao sacerdócio;
  • 1938 a 1941: estudou teologia em Taubaté - SP;
  • 1939: tornou-se ministro do altar - dada permissão, de forma temporária ou permanente, de distribuir a comunhão aos fiéis;
  • 1940: foi ordenado diácono - segunda das três maiores ordens sagradas;
  • 1940: ordenado Presbítero - eleito pela congregação para dirigi-la e ser seu chefe espiritual.
  • 1974: Mestre dos noviços - responsável pela formação dos noviços;
  • 1977: Pároco em Pomerode;
  • 1982: diretor espiritual da casa de retiros em Brusque;
  • 1984: vigário paroquial em Nereu Ramos como orientador espiritual.

Primeira missa com os pais em 1940

Enquanto estava no seminário de Corupá Boeing lecionou, sempre gostou de exercitar a leitura e leu centenas dos livros disponíveis na biblioteca do seminário.

"Deus estava moldando o coração de Aloísio para a grande missão que lhe estava reservada", escreve o Padre Leo Heck na biografia que destinou a Boieng.

Padre Aloísio Boieng era muito respeitado e procurado por todos por sua amabilidade paternal, muitos alunos o procuravam para ter um direcionamento espiritual. Na porta do seu quarto havia uma frase em latim que dizia "Se a porta está aberta, muito mais o coração".

1965 - Mestre de Noviços

Em 1974 ele se tornou Mestre dos noviços em Brusque, deixando muito do seu ensinamento e conhecimento em todos aqueles que desfrutaram do seu caminho.

Depois que chegou a Nereu Ramos em Jaraguá do Sul, Aloísio permaneceu por 23 anos até os últimos dias da vida em 2006. Lá, a celebração da Santa Missa dirigida por ele se tornou famosa e atraia pessoas do Brasil todo.

Ao longo de sua vida, nunca deixou de atender ninguém. Era paciente e honrado. Ele era visto, por muitos, como um pai sábio sempre pronto para dar aconselhamentos.

Em Nereu Ramos distribuindo bençãos.

"Ele soube como poucos, assimilar em sua vida o que significa ser amigo de Deus e amigo dos homens. Ele era uma pessoa de profunda e contínua comunhão com Deus. Nele a presença de Deus era perceptível", destaca o Padre Leo Heck no livro biográfico do Pe.

Em Nereu Ramos exercendo trabalho pastoral